Futebol Cuiabá e Atlético-MG marcam nos acréscimos e ficam no empate na Arena Pantanal

Cuiabá e Atlético-MG marcam nos acréscimos e ficam no empate na Arena Pantanal

Os estreantes Alan Kardec, pelo Galo, e Gabriel Pirani, pelo Dourado, balançaram as redes na partida que terminou em 1 a 1

Agência Estado - Esportes

Com dois gols nos acréscimos, Cuiabá e Atlético-MG empataram por 1 a 1 na noite desta quinta-feira (21), na Arena Pantanal, em Cuiabá, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O estreante Alan Kardec marcou aos 48 e Gabriel Pirani empatou aos 53 do segundo tempo.

O empate não foi nada bom para o Atlético-MG, que caiu para o terceiro lugar, com 32 pontos. Tem a mesma pontuação que o Corinthians (2º colocado), só que em desvantagem por ter menor número de vitória: 9 a 8. Já o Cuiabá é o 15º colocado, com 20 pontos, muito perto da zona do descenso.

Galo saiu na frente, mas levou empate do Cuiabá no final da partida

Galo saiu na frente, mas levou empate do Cuiabá no final da partida

Pedro Souza / Atlético - 21/07/2022

Sem inspiração, o Atlético-MG ficou no lucro com o empate na capital mato-grossense. Isso porque o zagueiro Igor Rabello salvou o time em duas oportunidades em bolas em cima da linha. O ponto conquistado diante da Arena Pantanal lotada deve ser valorizado.

Os primeiros 45 minutos foram de um Atlético-MG focado em ter a posse de bola, mas sem qualquer efetividade no ataque. Já o Cuiabá se defendeu bem e, nos contra-ataques, criou as melhores oportunidades e merecia ir ao intervalo com a vantagem no placar.

Aos 25 minutos, Rodriguinho recebeu no lado esquerdo, driblou o marcador e finalizou cruzado, muito perto da trave do goleiro Everson. Só que o Atlético-MG respondeu aos 27, quando Guilherme Arana cruzou para Ademir e o atacante chutou em cima de Walter.

Antes do intervalo, o Cuiabá perdeu a melhor chance do primeiro tempo. Aos 42, Alesson desceu em velocidade pela direita e cruzou para Rodriguinho. Quase dentro da pequena área, o meia dominou e finalizou, contudo, o zagueiro Igor Rabello tirou a bola em cima da linha.

No segundo tempo, o Cuiabá seguiu criando as melhores chances. Aos sete, Pepê finalizou forte para boa defesa de Everson. Depois, aos 13, Rafael Gava recebeu passe dentro da área e chutou por cobertura na saída de Everson, só não contava com Igor Rabello, que afastou em cima da linha.

Muito abaixo tecnicamente, o técnico Antonio Mohamed optou por mudar o ataque do Atlético-MG com as estreias de Pavón, Pedrinho e Alan Kardec. E com menos de cinco minutos em campo viu Pedrinho arriscar de fora da área para a defesa tranquila do goleiro Walter.

Os mineiros equilibraram as ações na partida e conseguiram cessar as investidas do Cuiabá. Só que faltou inspiração, com o time refém de chutes dos homens da frente, como o de Keno, aos 28 minutos.

A reta final do segundo tempo foi eletrizante. Aos 48, Guilherme Arana cruzou da esquerda e Alan Kardec completou para as redes, marcando gol logo em sua estreia. Contudo, o Cuiabá não desistiu e buscou o empate aos 53, quando Gabriel Pirani aproveitou sobra na área e finalizou com toque leve na saída de Everson.

O Cuiabá volta a campo na próxima segunda-feira, quando visitará o Coritiba, às 20 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Já o Atlético-MG, no domingo, receberá o Corinthians, às 18 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA
CUIABÁ 1 X 1 ATLÉTICO-MG

CUIABÁ - Walter; João Luas, Joaquim, Marllon e Uendel (Igor Cariús); Camilo, Pepê (Alan Empereur), Alesson (André Luís), Rafael Gava e Valdívia (Gabriel Pirano); Rodriguinho (André). Técnico: António Oliveira.

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Otávio (Allan), Jair (Keno) e Zaracho; Ademir (Pedrinho), Fábio Gomes (Alan Kardec) e Vargas (Pavón). Técnico: Antonio Mohamed.

GOLS - Alan Kardec, aos 48; e Gabriel Pirani, aos 53 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Camilo (Cuiabá); Pavón (Atlético-MG).

PÚBLICO E RENDA - Não divulgados.

LOCAL - Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

Confira sete motivos que atrapalham o Botafogo até o momento no Brasileirão

Últimas