Futebol Cristiano Ronaldo marca após ganhar perdão, e United bate o Sheriff na Liga Europa

Cristiano Ronaldo marca após ganhar perdão, e United bate o Sheriff na Liga Europa

O craque voltou a ser titular do time inglês após punição por ter deixado o campo antes do apito final contra o Tottenham

Agência Estado - Esportes
Cristiano Ronaldo marcou o terceiro gol do Manchester United no fim da partida, aos 81 minutos

Cristiano Ronaldo marcou o terceiro gol do Manchester United no fim da partida, aos 81 minutos

REUTERS/Craig Brough

Cristiano Ronaldo ganhou o perdão do técnico Erik Ten Hag por ter abandonado o banco de reservas antes do intervalo contra o Tottenham, no Campeonato Inglês. Nesta quinta-feira (27), ele voltou a ser titular do Manchester United. Em Old Trafford, o português se movimentou, finalizou, teve um gol anulado por impedimento, mas fechou a vitória sobre o Sheriff por 3 a 0, que deixou a equipe viva na disputa pela vaga direta às oitavas de final da Liga Europa no Grupo E.

Depois de ter trabalhado sozinho e sido cortado do jogo diante do Chelsea, o camisa 7 garantiu que estava comprometido com o clube e viu o castigo chegar ao fim. Para selar as pazes de vez com o técnico, ele queria retornar ao menos com um gol e saiu para o ataque desde o apito inicial.

Antes do intervalo, a pontaria não foi a ideal, com chutes parando na marcação ou indo para fora. Ainda no primeiro tempo, uma bomba de Cristiano Ronaldo desviou na marcação e acabou em escanteio. Na cobrança, Eriksen mandou a bola na cabeça de Dalot, que a lançou à rede.

Tranquilo após ter aberto o placar, o United voltou com tudo para a etapa final, ciente de que só a vitória o deixaria em condições de avançar diretamente às oitavas. Antes de Rashford ampliar o resultado, Cristiano Ronaldo teve um gol anulado por impedimento. O Manchester sobrava na partida, mas nada dava certo para o camisa 7.

Ele teve boa oportunidade numa cobrança de falta, aos 35 minutos, e carimbou a barreira. Na sequência da jogada, pediu a bola dentro da área e foi atendido. A cabeçada à queima-roupa parou na defesa de Koval, mas, no rebote, o português mandou com força para o gol. Agradeceu olhando aos céus, enquanto Ten Hag o aplaudia na beira do gramado.

Cristiano Ronaldo ficou em campo até o apito final e foi bastante cumprimentado por companheiros e rivais, além de ser ovacionado pela torcida. Saiu com o semblante fechado, mas aliviado pela volta vitoriosa, e retribuiu o carinho dos torcedores batendo palmas.

Com o triunfo, o Manchester United foi aos 12 pontos, três atrás da Real Sociedad, que manteve os 100% de aproveitamento com o 2 a 0 na casa do Omonia Nicósia. As equipes se enfrentam na próxima semana, e os ingleses necessitam de um triunfo na Espanha por dois gols de diferença para se garantir direto, fugindo da repescagem com um dos terceiros colocados da Liga dos Campeões.

A Roma fez 2 a 1 em visita ao HJK e continua com chances de avançar para o segundo lugar no Grupo C. Tem os mesmos sete pontos do Ludogorets, o rival da próxima semana no Estádio Olímpico. O Bétis já confirmou o primeiro lugar na chave.

No Grupo G, o Freiburg confirmou o primeiro lugar com o empate por 1 a 1 com o Olympiacos. O time subiu para os 13 pontos e foi beneficiado pela derrota da Qarabag (que permaneceu com sete) em visita ao Nantes (seis), por 2 a 1. Já na chave H, o Ferencvaros empatou o confronto direto com o Monaco, por 1 a 1, e também se garantiu, pois manteve três pontos de vantagem sobre os franceses (dez contra sete). Como havia vencido na França, o time avança pela vantagem no duelo, pois Crvena Zvezda subiu aos mesmos seis pontos do Trabzonspor, com o resultado de 2 a 1 em seus domínios.

Kylian Mbappé lidera ranking com maiores contratos da história do esporte; confira os nomes

Últimas