Copa do Mundo Semifinais reúnem menor número de títulos desde a Copa de 1998

Semifinais reúnem menor número de títulos desde a Copa de 1998

Bicampeãs mundiais, Argentina e França medem forças contra Croácia e Marrocos, respectivamente

  • Copa do Mundo | André Avelar, do R7, em Al Khor, no Catar

As tantas zebras que passearam no deserto da Copa do Mundo do Catar 2022 propuseram semifinais com o menor número de campeões desde 1998. Argentina e Croácia de um lado, e França e Marrocos de outro estão na próxima fase somam só quatro títulos do torneio.

Em busca do seu terceiro troféu (1978 e 1986), a Argentina enfrentará a Croácia, na terça-feira (13), no estádio Lusail. Também de olho no tri, a França (1998 e 2018) pegará a surpresa Marrocos, no dia seguinte, no Al Bayt. 

Croácia e Marrocos, que nunca foram campeões, inclusive, podem fazer uma final inédita caso passem por seus adversários. O confronto significaria o nono campeão do mundo a entrar na lista da Fifa. 

As surpresas começaram ainda na primeira fase do Mundial. A tetracampeã Alemanha (1954, 1974, 1990 e 2014) e o bicampeão Uruguai (1930 e 1950) decepcionaram os seus torcedores e ficaram nos grupos. A campeã Espanha (2010) foi surpreendida pela sensação Marrocos ainda nas oitavas de final. Depois de eliminarem os espanhóis, a equipe ainda passou por Portugal e chegou a um feito inédito para um africano em Mundiais.

O Brasil, pentacampeão (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), quem em muito inflaciona a matemática dos títulos somados, caiu nas quartas para a Croácia. Por último, também nas quartas, a Inglaterra (1966) deu adeus mais cedo.

A não-classificação da também tetracampeã Itália (1934, 1938, 1982 e 2006) também influencia nessa conta. A Azzurra ficou ainda nas semifinais da repescagem das Eliminatórias Europeias ao perder para a Macedônia do Norte, que também não conseguiu a sua vaga no Mundial.

Na Rússia 2018, com Croácia e Inglaterra e França e Bélgica, as semifinais contavam com apenas dois campeões. Naquela altura, a própria Croácia e a Bélgica eram as surpresas. Ainda para efeito de comparação, no Brasil 2014, Brasil, Alemanha e Argentina somavam nove títulos — a Holanda nunca foi campeã apesar de três vezes vice.

A grande final da Copa 2022 acontece no próximo domingo (18), no Lusail.

Craques também choram: melhores jogadores do mundo foram às lágrimas no Catar

Últimas