Copa do Brasil Nos pênaltis, Vasco é eliminado pela Juazeirense na Copa do Brasil

Nos pênaltis, Vasco é eliminado pela Juazeirense na Copa do Brasil

Cruzmaltino ficou no 1 a 1 no tempo normal com a equipe da Bahia e perdeu nas penalidades; vencedor levou prêmio de R$ 1,9 milhão

  • Copa do Brasil | Do Live Futebol BR

Partida terminou em 1 a 1 no tempo normal

Partida terminou em 1 a 1 no tempo normal

Rafael Ribeiro/Vasco da Gama (09.03.2022)

O Vasco da Gama está eliminado na Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (9), o time cruzmaltino foi a Juazeiro, na Bahia, e acabou perdendo da Juazeirense nos pênaltis, por 4 a 2, depois de empate por 1 a 1 no tempo normal no Estádio Adauto Moraes, em jogo único válido pela segunda fase.

Além da classificação, a equipe baiana garante o prêmio de R$ 1,9 milhão oferecido pela CBF por chegar à terceira fase do torneio nacional. O adversário será definido por sorteio que já contará com os times que disputam a Libertadores da América.

Com o favoritismo do lado vascaíno, foi o time da casa dominou a posse de bola no tempo normal, mesmo com o gramado não contribuíndo para isso. Só que foi o clube do Rio que saiu na frente, com Bruno Nazário logo aos 5'. A Juazeirense empatou no primeiro tempo com Nildo, aos 34'. Nas penalidades, Nenê errou logo o primeiro do Vasco e viu Anderson Conceição desperdiçar o quarto. Impecável na marca da cal, a Juazirense nem precisou bater o quinto. 

Vale lembrar que a mesma Juazeirense ficou perto de eliminar o Vasco na primeira fase da Copa do Brasil de 2019, quando o time carioca foi salvo por um gol de pênalti de Máxi Lopez, aos 45 do segundo tempo, que garantiu o empate por 2 a 2 e a classificação.

Jogo equilibrado
Favorito, mas jogando fora de casa sem a vantagem do empate, o Vasco abriu o placar logo no começo da partida. Aos 5 minutos, Gabriel Pec foi lançado na ponta esquerda, cruzou de primeira, e Bruno Nazário apareceu no meio da pequena área para completar: 1 a 0. Esse foi o primeiro gol do jogador com a camisa cruzmaltina.

O gol deu mais tranquilidade ao time carioca, mas acelerou o jogo da Juazeirense. Tanto que aos 13 minutos, Thiago Rodrigues salvou o Vasco do empate ao defender cabeçada de Deysinho.

Mas aos 34’, não deu para o goleiro vascaíno. Dadinha cruzou na área, Anicete não dominou, mas Nildo aproveitou para soltar a bomba de esquerda e estufar a rede: 1 a 1 no primeiro tempo.

Sufoco até o fim
Na volta para o segundo tempo, a Juazeirense foi quem começou pressionando. No primeiro minuto, Thiago Rodrigues já teve trabalho. Falta batida por Nildo, desvio de Eduardo e defesa à queima-roupa do goleiro vascaíno que, a essa altura, já se tornava um dos principais responsáveis pelo placar parcial.

A equipe carioca voltou a ter mais posse de bola na casa dos 20 minutos. Gabriel Pec é quem levava mais perigo ao gol adversário junto com Figueiredo, que entrou no lugar de Nazário e deu mais movimentação.

Já no fim da partida, os times demonstraram desgaste. Os treinadores fizeram várias mexidas, mas nada que mudasse o destino final: os pênaltis. Nas cobranças, melhor para a Juazeirense, que venceu por 4 a 2.
 

FICHA TÉCNICA
Juazeirens-BA 1 (4) x 1 (2) Vasco da Gama-RJ
Local: Estádio Adauto Moraes, Juazeiro-BA
Data e hora: quarta-feira (9/03), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR/Fifa) e Ivan Carlos Bohn (PR)

Gols (tempo normal): Bruno Nazário, aos 5'/1ºT (Vasco); Nildo, aos 34'/1ºT (Juazeirense)

Pênaltis:
4 – JUAZEIRENSE: Clébson (O) Wendell (O) Ian Augusto (O) Nildo (O)
2 - VASCO: Nenê (X) Yuri (O) Raniel (O) Anderson Conceição (X)

Cartões amarelos: Wendell, Guilherme e Clébson (Juazeirense); Raniel e Nenê (Vasco)

JUAZEIRENSE: Rodrigo Calaça; Dadinha (Guilherme), Eduardo (Rodolfo Manuel), Wendell e Nildo; Waguinho, Patrik e Clebson; Deysinho (Nyxon), Neto Baiano (Dênis) e Willian Anicete (Ian Augusto). Técnico: Quintino Barbosa

VASCO: Thiago Rodrigues; Weverton, Anderson Conceição, Juan Quintero e Edimar; Zé Gabriel (Yuri), Juninho (Luiz Henrique) e Bruno Nazário (Figueiredo); Nenê, Gabriel Pec (Getúlio) e Raniel. Técnico: Zé Ricardo

Benzema faz 3 e conduz virada épica do Real Madrid sobre o PSG

Últimas