Com um a mais, Santos tropeça no Olimpia e perde os 100% na 'Liberta'

Time brasileiro teve muitas dificuldades de entrar no sólido sistema defensivo dos paraguaios e ficou no 0 a 0 em jogo de pouca emoção na Vila Belmiro

Marinho tentou criar, mas foi muito caçado em jogo da Libertadores

Marinho tentou criar, mas foi muito caçado em jogo da Libertadores

Ivan Storti/Santos FC

O Santos perdeu a chance de continuar com a campanha perfeita na Libertadores. Mesmo jogando em casa e com um a mais durante um bom período, o time do técnico Cuca não conseguiu furar a retranca do Olimpia e ficou no 0 a 0, na noite desta terça-feira (15), na Vila Belmiro.

Apesar do tropeço, a equipe brasileira continua na liderança do grupo, com 7 pontos, 2 a mais que os paraguaios, que estão com 5. Os dois times voltam a campo pela competição já na próxima semana. Enquanto o Olimpia joga novamente fora de casa, dessa vez contra o Defensa y Justicia, na quarta, o Santos vai ao Equador para enfrentar o Delfín, na noite seguinte.

O jogo
Apesar de ter poupado alguns jogadores no clássico com o São Paulo, nem parecia que o time do Santos estava descansado, tamanha preguiça e falta de criatividade. Tanto é que a primeira boa chance do time foi aos 24, em chute de Pituca.

Enquanto isso, o Olimpia explorava bem os contra-ataques e só não abriu o placar porque João Paulo fez belas defesas aos 9 e aos 26.

Na traaaaave!
A melhor chance do primeiro tempo, porém, foi do time da casa. Daniel conseguiu belo passe para Soteldo, que bateu cruzado e a bola explodiu na trave.

Se a parte final da primeira etapa foi um pouco mais animada, o marasmo do início voltou após o intervalo.

Foi pra rua!
Aos 22, Rodrigo Rojas cometeu falta dura em Marinho e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho.

Mas nem mesmo o fato de jogar com um a mais fazia o Santos encontrar espaços. Final de jogo: 0 a 0!

SANTOS 0 x 0 OLIMPIA (PAR)
Data: 15/09/2020 (terça-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP
Árbitro: Leodan Gonzalez (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)
Amarelos: Marinho; Candia, De la Cruz e Rojas (2)
Vermelho: Rojas
SANTOS: João Paulo; Pará (Madson), Luan Peres, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan (Jean Mota); Alison (Lucas Lourenço), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho, Soteldo e Raniel (Marcos Leonardo). Técnico: Cuca.
OLIMPIA: Azcona; Otalvaro, Leguizamón, Alcaraz e Torres (Arias); Silva (Derlis González), Candia (De la Cruz), Ortiz e Rodrigo Rojas; Camacho (Caballero) e Roque Santa Cruz (Pitta). Técnico: Daniel Garnero..

Barrichello e jornalista comemoram 6 meses juntos: 'Coração acelerado'