Castán não se ilude com semana cheia do Corinthians e vê jogo difícil para Vasco

O elenco do Vasco se reapresentou nesta terça-feira, com as atenções voltadas para a partida contra o Corinthians, domingo, às 11 horas, em Itaquera, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O fato de o time carioca ter a semana toda de preparação, enquanto os paulistas farão um jogo decisivo pela semifinal da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, no Equador, não ilude o zagueiro Leandro Castán para o confronto na capital paulista.

"Eu prefiro ter a semana toda para me preparar antes de um jogo, mas é muito relativo. O Athletico Paranaense jogou durante a semana (no jogo de volta da final da Copa do Brasil) e veio muito intenso (contra os vascaínos no domingo em São Januário). Depende muito da característica da equipe. Eu conheço o Corinthians e tenho certeza de que ele virá com uma intensidade muito alta, mesmo jogando no meio de semana. A gente não pode se pegar nisso. Precisamos trabalhar forte e entrar focados", disse o jogador, campeão pela equipe corintiana da Copa Libertadores em 2012.

O experiente defensor destacou a importância de o time conquistar pontos fora de casa. "Será uma partida difícil. Ano passado sofremos bastante por não conseguirmos ganhar nenhum jogo fora de casa, e dessa vez está sendo diferente. Nossa equipe tem condições de enfrentar qualquer adversário. O Corinthians é muito forte atuando em casa, mas somos o Vasco e vamos buscar o resultado", projetou.

No último jogo fora de São Januário, diante da Chapecoense, em Santa Catarina, os comandados de Vanderlei Luxemburgo venceram por 2 a 1. Em compensação, nos últimos seis pontos disputados em casa, a equipe só acumulou um.

"É fundamental ficar cada vez mais longe da 'zona da confusão'. É manter isso e tentar ganhar algumas partidas para conseguirmos brigar por algo mais em cima até o final do campeonato. A gente sabe que é difícil falar disso agora, pois estamos brigando ainda para sair, mas se engatarmos uma boa sequência de vitórias, vamos nos aproximar do bloco de cima e não olhar tanto para o pessoal que está atrás", afirmou o zagueiro, de 32 anos.

Com 24 pontos, o Vasco é o 13.º colocado no Brasileiro e já briga por uma vaga na Copa Sul-Americana. A equipe soma seis vitórias, seis empates e oito derrotas.