Futebol Caso Neymar: entenda as acusações e o que pode acontecer com o jogador

Caso Neymar: entenda as acusações e o que pode acontecer com o jogador

Craque brasileiro, seus pais e dirigentes do Barcelona são alvo de processos movidos pela DIS e pelo MP espanhol por uma série de crimes fiscais relacionados à ida do atleta ao clube catalão

  • Futebol | Do R7

Acusado de corrupção privada, Neymar prestou depoimento à Justiça espanhola na terça-feira

Acusado de corrupção privada, Neymar prestou depoimento à Justiça espanhola na terça-feira

Josep Lago/AFP - 17.10.2022

No mesmo dia em que Karim Benzema ganhava o Bola de Ouro, Neymar se sentava no banco dos réus na Espanha. O craque brasileiro, na última terça-feira (18), prestou depoimento à Justiça espanhola sobre as supostas irregularidades na polêmica transferência que o levou do Santos para o Barcelona, em 2013. Com isso, surge a dúvida: o que pode acontecer com o atacante?

Neymar, seus pais e dirigentes do Barça são acusados pela empresa DIS e pelo Ministério Público da Espanha de uma série de crimes fiscais em sua ida ao clube catalão. As acusações pedem a prisão do camisa 10 da seleção brasileira e pagamento de multa a todos os envolvidos no caso. 

Na terça, Neymar foi questionado sobre todo o processo que envolveu sua escolha em jogar no Barcelona, além da assinatura de um acordo quando ainda estava no Santos, em 2011. O jogador respondeu que toda a parte de negociação foi conduzida por seu pai, que também é empresário, e que assina "o que ele [Neymar pai] pede".

Entenda o processo movido pela DIS

Em maio de 2013, o Santos anunciava a venda de Neymar ao Barcelona, por 17,1 milhões de euros. A DIS era dona de 40% dos direitos econômicos do atacante — modalidade que era permitida na época, mas foi proibida pela Fifa em 2016 —, e recebeu 6,84 milhões de euros na negociação. 

No entanto, mais tarde, o clube catalão revelou que o negócio havia custado 57 milhões de euros. Os quase 40 milhões a mais foram pagos à N&N, empresa dos pais de Neymar que gerencia a carreira do jogador. A partir daí, uma batalha na Justiça começou a se desenrolar. Nas investigações, foi constatado que, na verdade, o valor total da transação girava em torno de 86 milhões de euros. 

No montante, estavam embutidos pagamentos variados, que iam desde amistosos a serem disputados entre Barcelona e Santos até acordos por preferência de jovens da base santista e entre o clube catalão e o Instituto Neymar Jr., fora direitos de imagens, luvas para o jogador e comissões para diversos agentes envolvidos no negócio. Para a DIS, tudo foi uma manobra para reduzir a fatia da empresa na transação. 

Por considerar-se duplamente prejudicado, tanto por não ter recebido sua parte da transferência real quanto pelo contrato de exclusividade assinado por Neymar e o Barça — que impediu outros clubes de disputar a contratação do atacante —, o fundo DIS pede a restituição dos 35 milhões de euros que calcula ter perdido.

Como acusação particular, o grupo pede ainda cinco anos de prisão para o jogador, Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu (ex-mandatário do Barcelona e presidente, respectivamente), além de multas milionárias.

O que pode acontecer com Neymar?

O jogador, além de seus pais e dirigentes do Barcelona, são acusados de "corrupção privada", crime que não existe no Código Penal Brasileiro e que só passou a existir na Espanha em 2014. O Ministério Público espanhol pede dois anos de prisão para ele e o pagamento de multa de 10 milhões de euros.

A linha de argumentação da defesa de Neymar é clara: não se pode aplicar a lei brasileira a um fato espanhol. Isso porque a lei brasileira não criminaliza a corrupção privada. Mesmo que esse crime exista na Espanha, como não há previsão idêntica no Brasil, é impossível a sua aplicação em território brasileiro. Ainda assim, os advogados de Neymar negam qualquer irregularidade.

Bicampeão da Champions, três vezes Bola de Ouro e crítico de Neymar: conheça Marco van Basten

Últimas