Campeonato Paulista Técnico Abel Ferreira cobra ação contra violência no futebol

Técnico Abel Ferreira cobra ação contra violência no futebol

Comandante do Palmeiras comentou recentes casos de agressão: 'Quantas pessoas mais precisam morrer?'

Abel Ferreira observa seus jogadores no duelo contra o Guarani, pelo Paulistão, no Allianz

Abel Ferreira observa seus jogadores no duelo contra o Guarani, pelo Paulistão, no Allianz

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS

A equipe mista do Palmeiras somou mais uma vitória pelo Campeonato Paulista ao bater o Guarani por 2 a 0 no Allianz Parque, mantendo o time como o único invicto no estadual. Ao final do confronto, o técnico Abel Ferreira elogiou a postura da equipe. "Esse time já mostrou que gosta de transformar dificuldades em oportunidades e desafios", disse.

O português também cobrou as autoridades brasileiras sobre os atos recentes de violência no futebol, como no GreNal que não aconteceu, no ataque ao ônibus do Bahia e na troca de agressões entre jogadores do Paraná Clube e a torcida.

"Quantas pessoas mais precisam morrer? Me preocupa muito. Preciso me sentir seguro. Os órgãos responsáveis precisam dar a cara e parar de fingir que não está acontecendo nada. E espero que cada um assuma sua responsabilidade, pelo bem do futebol brasileiro. CBF, estaduais, MP [Ministério Público]... Que se tomem medidas. Na Europa, acabaram com os hooligans. Todos falam do melhor futebol lá, mas já foi uma miséria. Precisamos agir. Palavras são levadas com o vento", disse o técnico.

O invicto Palmeiras de Abel Ferreira se reapresenta às 10h desta segunda-feira (7) pensando no clássico Choque-Rei, contra o São Paulo, que acontece na quinta. O jogo é válido ainda pela quarta rodada, que foi adiada por conta dos compromissos do Verdão no Mundial de Clubes.

Últimas