Campeonato Paulista 'Estou muito agradecido, mas sei da pressão', diz novo técnico do Santos

'Estou muito agradecido, mas sei da pressão', diz novo técnico do Santos

Com seus três auxiliares de confiança direta, Fabián Bustos trava primeiros contatos com a estrutura do clube, dirigentes e atletas

Bustos conheceu vestiário da Vila Belmiro e Memorial das Conquistas do Peixe

Bustos conheceu vestiário da Vila Belmiro e Memorial das Conquistas do Peixe

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Quinto argentino a ser técnico do Santos na história, Fabián Bustos procurou equilibrar entusiasmo com ponderação em suas primeiras falas já na Vila Belmiro.

"Conheço muito a história do Santos. Para mim é uma honra, um orgulho estar pisando neste campo, estar neste lugar", afirmou.

"Estou muito agradecido, mas sei da pressão e do jogo que a torcida gosta, com uma equipe agressiva, intensa, ofensiva. Vamos precisar de todo o apoio dos torcedores. Precisamos que voltem a confiar nos jogadores", completou.

Andres Rueda e Fabián Bustos (quarto da esq. para a dir.) com auxiliares diretos do novo técnico

Andres Rueda e Fabián Bustos (quarto da esq. para a dir.) com auxiliares diretos do novo técnico

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Bustos chegou com seus auxiliares diretos: o equatoriano Carlos Caicedo, o argentino Lucas Ochandorena e o preparador físico Marcos Estenan Conenna, também argentino.

Todos foram recebidos pelo presidente do Santos, Andres Rueda, pelo vice-presidente, José Carlos de Oliveira, e pelo executivo de futebol, Edu Dracena.

"Não foi uma contratação ao acaso. Ele foi muito bem avaliado pela nosso Departamento de Futebol. Tenho certeza que o Fabián Bustos fará um grande trabalho", afirmou Rueda.

Bustos já comanda treino do Santos durante tarde de forte calor no CT Rei Pelé. Ao contrário de outras ocasiões, o clube evitou badalações em torno da chegada do comandante – que substitui Fábio Carille.

O Santos atravessa fase difícil no Paulistão 2022: vem de empate em casa com o lanterna do campeonato, Novorizontino, por 2 a 2, e derrotas para São Paulo (3 a 0) e Mirassol (3 a 2). A última vitória na competição foi em 13/2, contra o Ituano, por 2 a 1, na Vila Belmiro.

O Peixe é o atual terceiro colocado no Grupo D, com dez pontos. Só dois times avançam em cada uma das quatro chaves do campeonato estadual.

Últimas