Campeonato Paulista Campeões do Palmeiras revelam bronca com provocações do Água Santa: 'Faltou respeito'

Campeões do Palmeiras revelam bronca com provocações do Água Santa: 'Faltou respeito'

Em entrevista ao R7, Rony, Marcos Rocha e Gabriel Menino afirmaram que não gostaram da atitude de alguns integrantes do elenco do Netuno na partida de ida das finais do Paulistão

Depois de perder o jogo da ida por 2 a 1, o Palmeiras fez bonito no Allianz Parque, neste domingo (9), e se sagrou bicampeão do Paulistão após golear o Água Santa por 4 a 0, pela partida de volta das finais do Paulistão.

Após o apito final, os campeões Rony, Gabriel Menino e Marcos Rocha revelaram, em entrevista ao R7, um incômodo com provocações de jogadores do Água Santa após a partida na Arena Barueri, no jogo de ida.

Gabriel Menino fez os dois primeiros gols do Palmeiras na goleada sobre o Água Santa

Gabriel Menino fez os dois primeiros gols do Palmeiras na goleada sobre o Água Santa

Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

"Faltou um pouco de respeito de algumas pessoas que falaram da gente. Quando acabou o primeiro jogo, alguns integrantes deles [Água Santa] começaram a bater no peito e gritaram dentro do túnel pedindo respeito, mas a gente estava tranquilo, pés no chão, sabemos da nossa força dentro de casa e hoje ficou nítido isso", disse o lateral Marcos Rocha. 

Menino, autor dos dois primeiros gols do Palmeiras na partida e eleito craque da final, também revelou incômodo com a atitude de alguns jogadores do elenco do Netuno. "Foram folgados demais no jogo de lá, mas demos a resposta com apoio da nossa torcida", disse.

Já Rony afirmou não ter presenciado as provocações de jogadores do Água Santa na partida de ida, embora tenha ficado sabendo por meio dos companheiros.

"Acredito que a resposta nós procuramos dar em campo, em todos os jogos. E é lógico que o primeiro jogo não foi o que queríamos, mas faz parte do futebol. O regulamento te dá a oportunidade de reverter o placar e foi isso que aconteceu. Nossa semana de trabalho foi muito boa, tivemos alguns sacrifícios que tivemos que fazer, mas chegamos hoje e fizemos bonito", disse o atacante.

"O jogo só acaba quando termina. Eu acho que eles esqueceram que tinham dois jogos. Esqueceram que iam jogar diante do nosso torcedor, no Allianz. A gente sabe que só se vence dentro de campo, então vamos continuar dando nosso melhor para sempre, em todos os jogos, entrar assim", ironizou o camisa 10 do Palmeiras. 

O Verdão volta a campo na próxima quarta-feira (12), às 20h (de Brasília), para encarar o Tombense, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. 

Em domingo de Páscoa, Palmeiras aplica chocolate no Água Santa e é bicampeão do Paulistão

Últimas