Futebol Campeão mundial em 1978, Leopoldo Luque morre de covid-19

Campeão mundial em 1978, Leopoldo Luque morre de covid-19

Atacante, que brilhou pelo River Plate, clube pelo qual foi cinco vezes campeão nacional, também teve passagem pelo Santos

  • Futebol | EFE

Luque foi titular em cinco dos sete jogos da Argentina na Copa 1978

Luque foi titular em cinco dos sete jogos da Argentina na Copa 1978

Arquivo/AFP

Campeão mundial com a seleção argentina em 1978, o ex-atacante Leopoldo Luque morreu nesta segunda-feira (15), devido complicações provocadas pela covid-19, de acordo com informações apuradas pela Agência Efe.

Fontes da Clínica de Cuyo, localizada na província de Mendoza, confirmaram o óbito decorrente da doença causada pelo novo coronavírus.

Titular em cinco dos sete jogos da 'Albiceleste' no polêmico mundial de 1978, realizado na Argentina - inclusive nos duelos contra o Brasil e a Holanda, na decisão -, Luque tinha 71 anos e chegou a ficar mais de um mês internado.

Ao longo da campanha do título, até então inédito, o atacante balançou a rede quatro vezes.

Em 1983, Luque chegou a passar pelo futebol brasileiro, para defender o Santos. Antes disso, se tornou um dos maiores ídolos do River Plate, clube pelo qual foi cinco vezes campeão argentino. Também jogou no Rosario Central, Unión de Santa Fe, Racing, entre outros.

Pela seleção argentina, em 1975, foi artilheiro da Copa América, em edição realizada sem sede fixa, que acabou sendo vencida pelo Peru.

Após encerrar a carreira de jogador, começou a trabalhar como técnico, mas não teve trajetória expressiva. Comandou Unión de Santa Fe, Belgrano e outras equipes mais modestas. Em 2013, passou pela última equipe, o pequeno Argentino de Mendoza.

A Associação de Futebol Argentina (AFA), publicou no Twitter uma mensagem pela morte do campeão mundial, em que o presidente da entidade, Claudio Tapia, "manifesta condolências aos familiares e entes queridos".

Bayern sofre com Arminia e campo cheia de neve na volta do Mundial

Últimas