Futebol Botafogo domina e atropela o Ceilândia-DF pela Copa do Brasil

Botafogo domina e atropela o Ceilândia-DF pela Copa do Brasil

Alvinegro fez partida segura e encaminhou sua classificação para a próxima fase da competição

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Zagueiro Kanu comemora seu gol, que abriu o placar para o Botafogo

Zagueiro Kanu comemora seu gol, que abriu o placar para o Botafogo

Divulgação/Botafogo

Pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o Botafogo venceu com facilidade o Ceilândia-DF pelo placar de 3 a 0 no Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF. Os gols da equipe comandada pelo português Luís Castro foram marcados por Kanu (duas vezes) e Lucas Piazon.

Aproveitando o amplo favoritismo - ao menos antes de a bola rolar - e precisando testar algumas peças, o Botafogo foi a campo com uma escalação bem diferente da que venceu o Ceará pelo Brasileirão. Luís Castro iniciou o duelo com o Ceilândia-DF com três volantes, promoveu a estreia de Gustavo Sauer e poupou alguns destaques deste início de temporada.

Com a bola rolando nos primeiros minutos, o Botafogo foi mostrando sua nova identidade e chegou a ter 70% de posse. Com toques rápidos e um jogo equilibrado nas faixas do campo, o Alvinegro carioca foi dominando, criando oportunidades e logo criou seu gol.

Aos 18 minutos, em cobrança de escanteio pelo lado direito, Daniel Borges cruzou na entrada da pequena área para Kanu cabecear forte, no canto esquerdo do goleiro Matheus Kayser.

Seguindo a tendência, a equipe do Distrito Federal passou a se soltar um pouco mais para o jogo e levou perigo com a cabeçada de Roberto Pitio, mas Diego Loureiro, que pouco trabalhou na primeira etapa, acompanhou a saída da bola.

Tentando ampliar ainda nos primeiros 45 minutos, o Glorioso chegou a assustar com Matheus Nascimento, Romildo e Gustavo Sauer, mas a equipe não concluía bem as oportunidades. O primeiro tempo foi encerrado com o placar em 1 a 0 para o Botafogo.

Na volta para o segundo tempo, o Botafogo não demorou a ampliar o marcador. Logo aos oito minutos, Gustavo Sauer cobrou falta na segunda trave e Kanu, mais uma vez, apareceu para completar. O 2 a 0 que acabara de se confirmar, abriu a porteira para o Glorioso.

Na saída de bola, um minuto depois o Ceilândia-DF armou mal o jogo e a bola sobrou com Victor Sá na faixa central. O atacante carregou e serviu Lucas Piazon, que finalizou com a perna esquerda estufando a rede de Matheus Kayser.

Com a vitória garantida e a classificação já encaminhada, Luís Castrou ainda promoveu a estreia do meia Lucas Fernandes, que entrou para dar mais controle ao meio-campo alvinegro. O Botafogo trabalhava bem a bola, não corria riscos, mas tentava o quarto gol.

Em erros da defesa do Ceilândia-DF, o Glorioso acertou a trave três vezes, com Victor Sá, Erison e Daniel Borges, em cobrança de falta, ambas as oportunidades pelo lado esquerdo do gramado. Foram os últimos lances de perigo antes do apito final do árbitro Bráulio da Silva Machado, de Santa Catarina.

Com o resultado, o Glorioso joga pelo empate na partida de volta para avançar às oitavas de final da competição. O segundo duelo está marcado para o dia 12 de maio, no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro.

Motivado com a chegada de novos reforços, o Glorioso volta a campo no próximo domingo (24), às 19h, contra o Atlético-GO, no Antônio Accioly, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro

FICHA TÉCNICA
Ceilândia-DF 0 x 3 Botafogo
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data e hora: quarta-feira (20/4), às 21h30
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC - FIFA)
Auxiliares: Alex dos Santos e Johnny Barros de Oliveira (ambos de SC)
Gols: Kanu 18'/1ºT e 8'/2ºT, Lucas Piazon 9'/2ºT (Botafogo)
Cartões amarelos: Filipinho (Ceilândia-GO)

CEILÂNDIA: Matheus Kayser; Pedro, Gabriel Vidal, Lieal e China (Hiwry); Werick, Geovane e Matheus Guarujá; Filipinho (Peninha), Roberto Pitio (Héricles) e Thiago (Gleissinho). Técnico: Adelson de Almeida.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Saravia, Philipe Sampaio, Kanu e Daniel Borges; Barreto (Tchê Tchê), Romildo (Lucas Fernandes) e Patrick de Paula (Lucas Piazon); Gustavo Sauer, Matheus Nascimento (Erison) e Diego Gonçalves (Victor Sá). Técnico: Luís Castro.

R$ 80 milhões para o campeão! Saiba os valores das premiações de cada fase da Copa do Brasil

Últimas