Futebol Atlético-MG volta a bater o Athletico-PR e é bi da Copa do Brasil

Atlético-MG volta a bater o Athletico-PR e é bi da Copa do Brasil

Apesar da larga vantagem do primeiro duelo, Galo voltou a ser melhor e, com a vitória por 2 a 1, confirmou a Tríplice Coroa

  • Futebol | Felippe Scozzafave, do R7

Jogadores do Atlético-MG comemoram um dos gols do título da Copa do Brasil

Jogadores do Atlético-MG comemoram um dos gols do título da Copa do Brasil

RICARDO MOREIRA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO 15.12.21

O Atlético-MG é campeão de novo! Menos de duas semanas depois de conquistar o Brasileirão, o time ergueu uma nova taça nesta quarta-feira (15), a da Copa do Brasil. O título foi confirmado após nova vitória para cima do Athletico-PR, dessa vez por 2 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba. No jogo de ida, os mineiros golearam por 4 a 0.

Os gols de Keno e Hulk tornam os mineiros bicampeões do torneio. A primeira conquista foi em 2014. O maior vencedor da Copa é o maior rival do Atlético, o Cruzeiro, dono de seis taças. Por falar no adversário, o Galo igualou o que fez a Raposa em 2003, com a conquista da Tríplice Coroa. No primeiro semestre, o Alvinegro venceu também o Campeonato Mineiro.

VAR mantém 0 a 0 no placar

Até os 15 minutos, quase não houve futebol, apenas entradas duras, discussões e muita polêmica. Até que o árbitro Anderson Daronco chamou os capitães e deu um ultimato. A partir daí, o Athletico passou a pressionar e chegou ao gol com Pedro Rocha, após cruzamento de Cittadini – o VAR, porém, viu toque de mão do atacante e anulou o lance.

Estrela de Keno brilha mais uma vez

A festa da torcida virou silêncio aos 24: em contra-ataque perfeito, Vargas rolou para Zaracho, que encontrou Keno livre na área para finalizar e abrir o placar. O atacante, que marcou também no jogo de ida, já havia feito dois no jogo que garantiu o título do Brasileirão. Pouco depois, Hulk, de cavadinha, quase fez o segundo.

O time da casa claramente sentiu a grande desvantagem no placar agregado, e restaram apenas mais entradas duras, discussões e cartões amarelos. Para piorar ainda mais, Renato Kayzer, artilheiro do time na temporada, deixou o campo chorando muito.

Mais um gol anulado

Com a missão praticamente impossível, o Athletico voltou para o segundo tempo tentando pelo menos encerrar a temporada com uma vitória para sua torcida. Aos 10, Vinicius Mingotti marcou, mas como estava em posição de impedimento, o gol foi mais uma vez anulado.

Golaço do artilheiro da Copa do Brasil

Se a taça parecia apenas questão de tempo, ela ficou ainda mais perto aos 30. Savarino enfiou bela bola para Hulk, que deu uma cavadinha e encobriu o goleiro Santos.

Gol de honra

Já nos minutos finais, o Athletico finalmente conseguiu seu gol. Abner cruzou da esquerda e Jaderson, de cabeça, diminuiu, nada que mudasse o cenário de festa do Atlético-MG, bicampeão da Copa do Brasil!

Athletico-PR 1x2 Atlético-MG

Data-Hora: 15-12-21 - 21h30 (de Brasília)
Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Rafael da Silva Alves (Fifa/RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (Fifa/RS)

Cartões amarelos: Vargas (ATL), Renato Kayzer, Abner, Léo Cittadini (APR)

Gols: Keno, 24/1T (0-1), Hulk, 30/2T (0-2), Jaderson, 41/2T (1-2)

ATHLETICO-PR: Santos; Marcinho (Khellven, 19/2T), Pedro Henrique, Zé Ivaldo e Abner; Erick, Léo Cittadini, Christian (Jader, intervalo) e Terans; Pedro Rocha (Jaderson, 25/2T) e Renato Kayzer (Vinícius Mingotti, 40/1T). Técnico: Alberto Valentim

ATLÉTICO-MG: Everson; Mariano, Igor Rabello, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Tchê Tchê, 33/2T) e Zaracho (Savarino, 25/2T); Vargas (Nacho, 18/2T), Keno (Calebe, 26/2T) e Hulk (Eduardo Sasha, 34/2T). Técnico: Cuca

Atlético foi campeão do Mineiro, do Brasileirão e agora da Copa do Brasil

Atlético foi campeão do Mineiro, do Brasileirão e agora da Copa do Brasil

Rodolfo Buhrer/Reuters - 15.12.2021

Campeão, Atlético-MG tem a maior média de público do Brasileirão

Últimas