Futebol Atlético-MG vence Coritiba e segue na briga pelo Brasileirão

Atlético-MG vence Coritiba e segue na briga pelo Brasileirão

Com bom segundo tempo, time treinado por Sampaoli fez 2 a 0 no Coxa, com gols de Hyoran e Eduardo Sasha

  • Futebol | Do R7

Eduardo Sasha e Guga comemoram gol do Atlético-MG sobre o Coritiba

Eduardo Sasha e Guga comemoram gol do Atlético-MG sobre o Coritiba

Gledston Tavares /FramePhoto/Folhapress 26.12.20

O Atlético-MG recebeu o Coritiba na tarde deste sábado (26), no estádio do Mineirão, e venceu por 2 a 0, com gols de Hyoran e Eduardo Sasha, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado mantém o time mineiro na briga pelo título do Nacional. A equipe chegou aos 49 pontos na tabela, sem se distanciar muito do líder São Paulo.

Situação oposta ao do Coxa, que está na 19ª colocação, com apenas 21 pontos ganhos. Os paranaenses chegam à terceira derrota consecutiva na competição.

Não foi jogo fácil
O confronto entre o terceiro colocado e o vice-lanterna do Brasileirão podia parecer que seria fácil para o time Sampaoli, principalmente levando em consideração que o argentino teve 10 dias de preparação, já que a última vez que o Galo entrou em campo foi contra o São Paulo, no dia 16 de dezembro. A realidade foi diferente com a bola rolando.

No primeiro tempo, o Atlético até teve mais posse de bola, 55% contra 45% do Coxa, e mais chances de gols. Principalmente com Keno e Hyoran, que chegou a acertar a trave logo aos 3 minutos da partida.

Só que foi o Coritiba quem chegou mais perto de marcar. Primeiro com Neílton, que por pouco não fez um gol olímpico. Depois foi Giovani Augusto. Ele ajeitou a bola na entrada da área, chutou colocado, mas a bola foi para fora, rente à trave de Everson.

Réver e Galdezani disputam bola no alto

Réver e Galdezani disputam bola no alto

Fernando Moreno/Estadão Conteúdo - 26.12.2020

Segundo tempo
O Coritiba voltou do intervalo com a mesma tática de jogo. Um time fechadinho, com marcação forte a espera de um contra-ataque.

Foi assim que teve boa chance de marcar aos 10 minutos. Neílton cobrou falta da direita e Réver tirou de cabeça. A sobra ficou para Jonathan cruzar e Rhodolfo tentar o gol. A bolo passou pertinho da trave. 

A marcação forte dos paranaenses chegou a irritar o time mineiro e os chutes de longe viraram a opção. Hyoran tentou aos 17 minutos uma bomba, que Wilson defendeu. 

Mas aos 20 minutos, o meia-atacante fez um belo gol. Recebeu na esquerda, dominou, levou para o meio e acertou um chute na gaveta, sem chances para Wilson. 

Mesmo após sofrer gol, o Coritiba não desistiu de atacar. Aos 30 minutos, Robson recebeu sozinho na direita, dominou e chutou forte. O goleiro Everson defendeu bem.

Sampoli colocou Sasha em campo aos 37, e antes mesmo de um minuto em campo, o atacante fez o segundo do Galo. Guilherme Arana recebeu e tocou de primeira para Eduardo Sasha. Ele dividiu com Rhodolfo e tocou no cantinho do gol de Wilson.

Próximos confrontos

O Brasileiro vai parar na próxima semana, devido ao feriado de Ano Novo e o Coritiba só vai receber o Goiás, em casa, na quarta-feira dia 6, às 20h30. 

O Atlético-MG vai tar ainda mais tempo de descanso, já que o adversário do Galo na 28ª rodada é o Santos, que joga a semifinal da Libertadores, contra o Boca Juniors. Então, a equipe mineira só jogará no dia 11 de janeiro, quando vai pegar o Bragantino, às 20h, em Bragança Paulista.

ATLÉTICO-MG 2 x 0 CORITIBA

Data-Horário: 26 de dezembro, às 17h
Estádio-Local: Mineirão - Belo Horizonte - (MG)
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires(ES) e Vanderson Antonio Zanotti Coelho(ES)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Cartões amarelos: Sampaoli(ATL), Neílton(COR)
Gols: Hyoran, aos 20’-2ºT(1-0), Eduardo Sasha, aos 37’-2ºT(2-0)
Atlético-MG: Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Nathan(Eduardo Sasha, aos 36’-2ºT), Hyoran e Zaracho(Calebe, aos 14’-1ºT)(Alan Franco, aos 14’-2ºT); Savarino, Vargas(Igor Rabello, aos 36’-2ºT) e Keno. Técnico: Jorge Sampaoli
Coritiba: Wilson; Nathanael, Rhodolfo, Sabino e Jonathan; Matheus Sales(Matheus Bueno-intervalo), Hugo Moura(Pablo Thomaz, aos 32’-2ºT),Matheus Galdezani(Sarrafiore, aos 39’-2ºT); Rafinha(Rafinha, aos 28’-2ºT), Neílton(Cerutti, aos 32’-2ºT) e Giovanni Augusto. Técnico: Pachequinho

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Lateral do Tottenham é preso após destruir carro em estrada inglesa

Últimas