Atlético-MG bate o Corinthians em BH e afasta risco de rebaixamento

Em duelo bastante movimentado, Cazares faz a diferença para a equipe mineira ao marcar um gol e sofrer um pênalti. Paulistas seguem no G-8

Cazares, camisa 10 do Atlético, foi o grande nome do jogo

Cazares, camisa 10 do Atlético, foi o grande nome do jogo

CRISTIANE MATTOS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Foi um jogaço em Belo Horizonte! Neste domingo, em partida movimentada desde os primeiros minutos, o Atlético-MG superou o Corinthians por 2 a 1, graças a gols de Cazares e Fábio Santos, de pênalti. Janderson descontou.

Com o resultado, o time mineiro chegou aos 45 pontos e não corre mais riscos de ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. Já os paulistas, com 53, perderam uma posição na tabela, mas continuam perto de confirmar a vaga na Libertadores de 2020.

Na próxima rodada, as duas equipes entram em campo na quarta-feira. Enquanto o Atlético-MG novamente joga em casa, dessa vez recebendo o Botafogo, o Corinthians encara o desesperado Ceará no Castelão.

O jogo
A partida começou movimentada. Com apenas dois minutos, o Corinthians já tinha chegado duas vezes com perigo. Não demorou e o Atlético respondeu. Aos 11, Réver marcou após bate-rebate dentro da área, mas a arbitragem invalidou o lance por impedimento.

Pouco tempo depois, aos 18, o gol foi confirmado. Jair tocou para Marquinhos, que rolou para Cazares. O equatoriano bateu com categoria, no ângulo, e abriu o placar.

Mas a festa atleticana durou pouco e, no minuto seguinte, Janderson empatou para o Corinthians, ao pegar o rebote após chute de Gustagol.

O jogo continuou quente. Aos 37, Cássio salvou o time paulista ao defender chute cara a cara de Marquinhos. No lance seguinte, o goleiro só conseguiu torcer, com o chute de Jair indo na trave.

E o Corinthians por pouco não foi para o intervalo na frente. Fagner chutou cruzado e Janderson mandou para as redes, mas o gol foi anulado por posição irregular do atacante.

O segundo tempo começou e o ritmo continuou acelerado. Com 1 minuto, por pouco Di Santo não colocou o Atlético na frente, ao chegar atrasado em um cruzamento. Aos 11, foi o Corinthians quem quase virou. Clayson, na cara do gol, mandou para fora.

Pouco tempo depois, novo lance perigoso dos mineiros, com Cazares obrigando Cássio a fazer nova grande defesa.

O camisa 10 atleticano estava impossível. Aos 25, ele foi derrubado na área por Janderson. Na cobrança, o ex-corintiano Fábio Santos bateu bem e colocou sua equipe na frente.

Gustagol ainda teve duas chances para empatar para o Corinthians, mas errou as finalizações e o jogo ficou mesmo 2 a 1 para o Atlético.

Apaixonados, Kaká e Carol Dias oficializam união em festa na Bahia