Futebol Atlético-MG adere à nova lei e se prepara para também virar SAF

Atlético-MG adere à nova lei e se prepara para também virar SAF

Com a maior dívida do futebol brasileiro, cerca de R$ 1,3 bilhão, o Galo terá que vender parte das ações para honrar compromissos

Agência Estado - Esportes
Com a maior dívida do futebol brasileiro, Atlético-MG vai aderir à SAF

Com a maior dívida do futebol brasileiro, Atlético-MG vai aderir à SAF

Bruno Cantini/Atlético

Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG, revelou dias atrás que o caminho para livrar o clube das dívidas e de uma possível quebra era se tornar SAF (Sociedade Anônima do Futebol). Com o clube em dívida na casa do R$ 1,3 bilhão, uma reunião na quarta-feira (7) à noite autorizou a equipe mineira a aderir à nova lei para se preparar para a venda de parte de suas ações a um novo mandatário.

"Em reunião realizada ontem, quarta-feira, 7 de setembro, o órgão colegiado do Atlético, formado pelo presidente Sérgio Coelho, o vice-presidente José Murilo Procópio e os 4 Rs, aprovou a adesão à Lei 14.193/21, para transformar o Galo em SAF", informou o clube. "A decisão do colegiado será submetida ao Conselho Deliberativo do Clube em novembro próximo. Inicialmente, as cotas pertencerão, em sua totalidade (100%), ao Clube Atlético Mineiro."

De acordo com Sérgio Coelho, o Atlético-MG não vai negociar mais de 51% de suas ações para as empresas interessadas. "Dentro de campo está difícil, vocês não imaginam fora de campo, em relação às finanças do clube. Nós temos o maior endividamento do futebol brasileiro", admitiu o dirigente, antes mesmo de a reunião da SAF ocorrer.

Cruzeiro, Vasco e Botafogo são outros clubes grandes do País que já adotaram a Sociedade Anônima do Futebol, tentando se reerguer no cenário nacional e eliminar as dívidas da maneira mais rápida possível. O Atlético-MG prepara o terreno desde o fim de 2021.

"A medida visa preparar a instituição para eventual entrada de investidor, já que o processo de troca de informações com os mesmos está em andamento. Eventual entrada de investidor e alienação de parte das cotas só ocorrem se - e quando - aprovadas pelo Conselho, em nova votação", finalizou o clube.

Rainha Elizabeth 2ª viveu momentos marcantes também nos esportes; confira

Últimas