Futebol Ataque funciona e Santos bate Cuiabá por 4 a 1 na Vila Belmiro 

Ataque funciona e Santos bate Cuiabá por 4 a 1 na Vila Belmiro 

Peixe assume a vice-liderança do Brasileiro; gols foram marcados por Baptistão, Marcos Leonardo, Angulo e Rwan Seco

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Lance de jogo entre Santos e Cuiabá, neste domingo do Dia das Mães, na Vila Belmiro

Lance de jogo entre Santos e Cuiabá, neste domingo do Dia das Mães, na Vila Belmiro

Ivan Storti/Santos FC


O Santos venceu o Cuiabá por 4 a 1 na noite deste domingo (8), Dia das Mães. A partida, na Vila Belmiro, foi válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro com o Peixe assumindo a vice-liderança (10 pontos).

O Alvinegro Praiano agora volta suas atenções à Copa do Brasil. Seu próximo compromisso será na quinta (12), às 21h30, na Vila Belmiro, na partida de volta com o Coritiba.

O Cuiabá também tem desafio na Copa, e recebe, na quarta (11), às 22h, o Atlético-GO, em confronto igualmente decisivo.

O jogo
Todo de branco, o Alvinegro Praiano começou em ritmo acelerado. Logo aos 2’, Madson aproveitou cruzamento de Zanocelo na área para fazer o passe a Léo Baptistão. O atacante matou no peito e chutou no ângulo: 1 a 0 Santos.

Nem deu tempo para a euforia santista se prolongar. Aos 11’, gol do Cuiabá. Alesson, 1,73m, subiu após cruzamento de Uendel e venceu a defesa mais alta do Peixe: 1 a 1 em belo cabeceio.

O Santos procurou não se abater e seguiu tentando construir jogadas perigosas. Uma delas com Jhojan Julio, de cabeça, em bola defendida por Walter. O Cuiabá, com seu uniforme verde, também insistia em jogadas aéreas, mas sem sucesso.

Aos 27’, cartão amarelo para Rivas ao derrubar Léo Baptistão, que sentiu dores, mas voltou para o jogo. E voltou bem. O próprio Baptistão, aos 30’, protagonizou lance agudo em favor do Santos, passou por quatro marcadores e, antes de finalizar, foi interceptado. Torcida pediu pênalti em suposto toque de mão de Wendel, do Cuiabá, mas nada foi marcado.

O polêmico lance logo seria esquecido. Aos 36’, Lucas Pires cobrou falta, Baptistão escorou no segundo pau e Marcos Leonardo, de barriga, completou para o gol: 2 a 1. Jogada ensaiada e bem-sucedida. VAR acionado, tento confirmado.

Ainda teve chuveirinho na área do Santos aos 44’, mas a defesa do Peixe afastou o perigo para encaminhar a vitória parcial no primeiro tempo, que foi até os 51’ sem alterações no placar.

Etapa complementar
Mal começou e já teve várias mudanças no elenco: no Cuiabá, saiu Valdívia, entrou Rodriguinho. E saiu Elton, entrou Jenison. No Peixe, deixou o campo Ricardo Goulart e entrou Lucas Braga.

Apesar das alterações, a partida ficou morna. Até que, aos 19’ e aos 23’, o Cuiabá assustou em duas jogadas perigosas. 

O técnico santista Fabián Bustos sentiu que precisava mexer novamente e não esperou. Saiu Julio, entrou Sandry para povoar o meio-campo. O jogo ficou pegado e o Peixe não conseguia se encontrar.

Diante de apenas 7.256 torcedores, o Peixe caiu de produção. Bustos acreditou no banco e fez três alterações sequenciais: saiu Zanocelo, entrou Camacho; Marcos Leonardo/Bryan Angulo; Baptistão/Rwan Seco.

Deu certo. Na primeira bola dele, sozinho, Angulo mandou para os fundos das redes em lance de oportunismo com os pés, aos 30’, após escanteio: 3 a 1.

E melhorou com a estrela de Bustos nas modificações. Aos 33’, assistência de Angulo para Rwan Seco tocar na saída de Walter: 4 a 1.

O Cuiabá fez duas mudanças, mas era o Peixe que se mandava em direção ao gol após quatro de seus atacantes balançarem as redes. Os visitantes até chegaram a balançar as redes no final, mas o gol foi anulado. Vitória santista e vice-liderança assegurada.

FICHA TÉCNICA
Santos 4 x 1 Cuiabá
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos
Data e hora: domingo (8), às 18h
Árbitro:  Árbitro: Braulio Machado (SC)
Assistentes: Alex dos Santos e Thiaggo Labes (SC)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Gols: Léo Baptistão (Santos), aos 2'/1ºT; Alesson (Cuiabá), aos 11'/1ºT; Marcos Leonardo (Santos), aos 36'/1ºT; Bryan Angulo (Santos), aos 30'/2ºT; Rwan Seco (Santos), aos 33’/2ºT

Cartões amarelos: Rivas (Cuiabá), aos 27'/1ºT; Zanocelo (Santos), aos 23'/2ºT

Público: 7.256. Renda: 221.095,00

SANTOS:  João Paulo; Madson, Velázquez, Bauermann, Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Zanocelo (Camacho), Jhojan Julio, Ricardo Goulart (Lucas Braga); Léo Baptistão e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos.

CUIABÁ: Walter; Daniel Guedes, Marllon, Empereur e Uendel; Cristhian Rivas (Marcão), Pepê e Valdívia (Rodriguinho), Everton (Felipe Marques); Alesson (Jonathan Cafu) e Elton (Jenison). Técnico: Pintado.

Agora vai? Veja as tentativas de criação de liga no futebol brasileiro

Últimas