Futebol Agnelli diz que não se arrepende de tentativa de criar Superliga

Agnelli diz que não se arrepende de tentativa de criar Superliga

Presidente da Juventus e vice do torneio fundado por 12 dos clubes mais ricos do mundo ainda não descartou completamente ideia

  • Futebol | Do R7

Depois de tamanha repercussão negativa entre torcedores, a Superliga teve seu fim anunciado oficialmente anunciado após clubes se retirarem do projeto. Andrea Agnelli, presidente da Juventus e vice-presidente da Superliga, admitiu nesta quarta-feira (21) que não sente arrependimento, tampouco descartou a ideia por completo.

"Não sei para onde vai a Superliga, mas estou convencido da beleza desse projeto, do valor dele, de criar a melhor competição de futebol do mundo, mas acredito que não está mais em funcinamento.", afirmou Agnelli à Agência Reuters. "Eu não me arrependo, eu, normalmente, pondero minha posição com cuidado."

Andrea Agnelli diz que não se arrepende de projeto da Superliga

Andrea Agnelli diz que não se arrepende de projeto da Superliga

REUTERS

Agnelli também disse que acredita que a competição ajudaria os clubes a se recuperarem da crise gerada pela pandemida do coronavírus.

"Acredito que a Superliga europeia iria ajudar os clubes a se estabilizarem financeiramente após a crise econômica gerada pelo Covid-19.", cravou Agnelli.

Esperançoso, o presidente da Juventus ainda acredita na proposta da Superliga e disse que muitos clubes ainda estava interessado, mas não quis revelar os nomes.

"Se não conseguimos dessa vez, no futuro iremos fazer. Eu não vou dizer quantos e quais clubes me contataram em apenas 24 horas, mas muitos me perguntaram se poderiam entrar na liga, talvez eles estivessem me enganando, mas me contataram com muitas perguntas de como poderiam participar.", disse.

Agnelli também criticou a forma como a Uefa e a Fifa reagiram e que as organizações e os jogadores foram abordados com narrativas completamente ameaçadores. 

AFP

Sem CR7, veja quem são os artilheiros da Champions 20/21

Últimas