Futebol Adson brilha, Renato Augusto marca e Corinthians vence Ceará

Adson brilha, Renato Augusto marca e Corinthians vence Ceará

Jovem da base marca 2 e volante reestreia com o pé direito na vitória por 3 a 1, neste domingo (15), em SP, pelo Brasileirão

  • Futebol | Cesar Sacheto, do R7

Adson (à esq.) comemora gol na vitória do Corinthians sobre o Ceará, em SP

Adson (à esq.) comemora gol na vitória do Corinthians sobre o Ceará, em SP

WANDERSON OLIVEIRA/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO - 15.8.2021

O Corinthians colheu os frutos da mescla entre talentos da base e a experiência na vitória por 3 a 1 sobre o Ceará, na Neo Química Arena, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O jovem meia Adson (2) e o veterano volante Renato Augusto, ídolo da torcida,  marcaram os gols. Rick descontou para os visitantes.

Foi apenas a segunda vitória da equipe em sua casa na competição — que empatou outras duas e perdeu quatro. Com o triunfo, o time sobe para a oitava posição na tabela, com 21 pontos, atrás do próprio Ceará — em sétimo lugar, com 23 pontos.

O jogo

O time cearense procurou dar trabalho nos primeiros minutos de jogo com duas boas jogadas ofensivas, mas sem grande perigo. No entanto, em seguida, o Corinthians mostrou a força dos donos da casa e saiu na frente com a ajuda de um talento da base.

Aos 16 minutos, após lateral cobrado por Fábio Santos, Jô ajeitou para Roni, que limpou a jogada e rolou para Adson chutar com precisão e abrir o placar para o time alvinegro paulista.

Minutos depois, aos 29, quando o Ceará buscava se soltar em campo, Adson marcou o segundo gol corintiano na partida. O jovem meia cabeceou no cantinho do goleiro Richard, após cruzamento na medida do lateral-esquerdo Fábio Santos: 2 a 0.

Dez minutos mais tarde, Adson quase marcou o seu terceiro gol na partida. Aos 39, após receber passe de Fagner, ele limpou um zagueiro, o goleiro Richard, mas, já quase na linha de fundo, o jovem chutou para fora.

O Corinthians mandou o no primeiro tempo. A melhor chance de gol do Ceará só foi criada aos 48 minutos, quando Cléber recebeu na área e disparou com perigo à meta de Cássio. A bola passou perto da trave esquerda do goleiro corintiano e balançou a rede, mas pelo lado de fora.

No segundo tempo, o técnico Guto Ferreira fez uma mudança para tentar dar poder de reação ao Ceará. E a equipe nordestina quase diminiu a desvantagem, aos 8 minutos.

Depois de uma cobrança de escanteio pelo lado direito, Luís Otávio cabeceou com muita força, Cássio salvou e Cléber se atrapalhou no rebote, perdendo uma grande chance.

Em seguida, após outro escanteio, o goleiro corintiano falhou em uma saída da meta, mas o jogador cearense não acertou o cabeceio.

A marcar do ídolo

O time corintiano soube segurar as investidas adversárias e ampliou ainda mais a vantagem nos pés do volante Renato Augusto, que fazia a sua reestreia com a camisa alvinegra.

Aos 22 minutos, pouco depois de ter entrado em campo — no lugar de Roni — o veterano recebeu de Giuliano e acertou o ângulo direito do goleiro da equipe cearense. Um golaço!

Dois minutos mais tarde, o Ceará roubou uma bola na intermediária, Rick lutou contra os adversários e acertou um belo chute no canto esquerdo de Cássio, a meia altura: 3 a 1.

Próximos jogos

O Corinthians volta a campo no próximo domingo (22), às 16h, para enfrentar o Athlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 17ª rodada do Brasileirão. No mesmo dia e horário, também pelo campeonato nacional, o Ceará receberá o Flamengo, no Castelão, em Fortaleza.

CORINTHIANS 3 X 1 CEARÁ

Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e horário: 15 de agosto de 2021, às 16h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
VAR: Rafael Traci (SC)
Gols: Adson (16/1º T e 29/1ºT), Renato Augusto (22/2ºT), Rick (24/2ºT) 
Cartões Amarelos: Fábio Santos (COR), Jael (CEA)
CORINTHIANS: Cássio, Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Roni (Renato Augusto, aos 16/2ºT), Giuliano (Xavier, aos 30/2ºT) Adson (Mateus Vital, aos 27/2ºT) e Gustavo Mosquito (Marquinhos, aos 30/2ºT); Jô. Técnico: Sylvinho.
CEARÁ: Richard; Buiu, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, Marlon (Pedro Naressi, aos 17/2ºT), Jorginho (Rick, no intervalo) e Lima (Erick, aos 28/2ºT); Mendoza Airton, aos 28/2ºT) e Cléber (Jael, aos 16/2ºT). Técnico: Guto Ferreira.

Barça sem Messi e clássico no Inglês; veja a rodada na Europa:

Últimas