Futebol 3 a 0! Santos atropela Boca e fará final da Libertadores com Palmeiras

3 a 0! Santos atropela Boca e fará final da Libertadores com Palmeiras

Time brasileiro comanda o jogo desde o início e garante decisão totalmente brasileira para o dia 30 de janeiro, no Maracanã

  • Futebol | Do R7

Em grande jogo, Soteldo fez golaço e conduziu vitória do Santos

Em grande jogo, Soteldo fez golaço e conduziu vitória do Santos

Andre Penner/EFE 13.01.21

A final da Libertadores será brasileira! Após a classificação do Palmeiras, nesta terça-feira, em duelo bastante emocionante com o River Plate, o Santos também se garantiu na decisão. Mas de uma maneira bem mais fácil, já que não tomou conhecimentos do Boca Juniors, vencendo por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (13), na Vila Belmiro.

O time brasileiro foi melhor durante todo o jogo e, com gols de Diego Pituca, Soteldo e Lucas Braga, se classificou para a final, marcada para o dia 30 de janeiro, no Maracanã, contra o Palmeiras. Será a terceira vez que a principal competição da América do Sul será decidida por dois times do Brasil.

COSME: Santos e Palmeiras na final. Futebol paulista domina Libertadores

Porém, bem antes disso, a equipe precisa se concentrar no Brasileirão. No próximo domingo, o rival é o desesperado Botafogo.

Na trave!
Logo no primeiro minuto, o Santos já deu mostras de que dominaria totalmente as ações. Com 30 segundos de jogo, Marinho recuperou uma bola e arriscou de fora da área. A bola explodiu na trave. No rebote, Diego Pituca chutou para fora.

Aos 10, Lucas Braga fez boa jogada pela esquerda e só não marcou graças ao corte de Jara.

Pressão é recompensada
O domínio santista foi recompensado aos 15. Soteldo bateu cruzado. A bola desviou na mão de López e, enquanto alguns jogadores ficaram pedindo pênalti, Pituca pegou a bola e mandou para o gol.

Tevez foi muito marcado e não se destacou

Tevez foi muito marcado e não se destacou

Andre Penner/EFE 13.01.21

Mesmo com a vantagem no placar, o time brasileiro seguiu com o comando do jogo. O único susto no primeiro tempo foi aos 31. O chute de Villa passou perto do gol de João Paulo.

Já no finalzinho, Marinho arriscou de muito longe e deu trabalho para Andrada.

Golaço de Soteldo
Se a grande superioridade do Santos no primeiro tempo resultou em apenas um gol, a equipe foi premiada logo aos 3 da segunda etapa. Soteldo recuperou a bola no meio, avançou pela esquerda e bateu colocado para fazer um belíssimo gol.

3 a 0!
A situação já estava boa para os santistas, mas ficou ainda melhor. Aos 5, Marinho ganhou do marcador e cruzou na medida para Lucas Braga. 3 a 0 e vaga praticamente confirmada!

Não sabe perder...
O Boca, completamente dominado em campo, estava desesperado. Prova disso foi a atitude de Fabra, que pisou na barriga de Marinho e recebeu o cartão vermelho aos 10 minutos.

Talvez por já ter ciência de que a situação era irreversível, o Boca melhorou com um a menos e passou a criar algumas chances. Aos 13, João Paulo fez grande defesa no chute de Sálvio. Tevez pegou o rebote e bateu em cima da marcação.

Aos 26, nova bela intervenção de João Paulo em cruzamento de Villa.

Quase o olímpico
Grande destaque da campanha santista na Libertadores, Marinho por pouco não marcou de vez seu nome na história da competição. Aos 39, ele bateu escanteio fechado e quase fez um gol olímpico. Andrada fez a defesa.

Apito final
Já nos acréscimos, Kaio Jorge teve ótima chance, mas bateu em cima do goleiro. Mas não precisava! O Santos já estava garantido em sua quinta final de Libertadores!

SANTOS 3 X 0 BOCA JUNIORS

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data e horário: 13 de janeiro de 2020, às 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Alexandre Guzman (COL) e John Leon (COL)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (CHI)
Gols: Diego Pituca (15'/1T); Soteldo (3'/2T); Lucas Braga (6'/2T)
Cartões amarelos: Diego Pituca (Santos) e López (Boca Juniors)
Cartão vermelho: Fabra (Boca Juniors)
SANTOS: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Madson, 35'/2T); Alison (Vinicius Balieiro, 39'2T) e Diego Pituca (Sandry, 16'/2T); Soteldo (Jobson, 16'/2T), Lucas Braga (Jean Mota, 34'/2T), Kaio Jorge e Marinho. Técnico: Cuca.
BOCA JUNIORS: Andrada; Jara (Buffarini, intervalo), López, Izquierdoz e Fabra; Campuzano, Diego González (Capaldo, intervalo), Eduardo Sálvio (Más, 15'/2T) e Sebástian Villa; Carlos Tévez e Soldano (Ábila, 13'/2T). Técnico: Miguel Ángel Russo.

Brasil tem só terceira seleção mais valiosa do mundo; conheça líderes

Últimas