Esportes Fury avisa Joshua: 'Se nós lutarmos e você passar do 3º assalto, abandono a luta'

Fury avisa Joshua: 'Se nós lutarmos e você passar do 3º assalto, abandono a luta'

O pugilista britânico Tyson Fury usou as redes sociais nesta sexta-feira para mandar um aviso para o compatriota Anthony Joshua, contra quem pode lutar nos próximos meses: "Se nós lutarmos e você passar do terceiro assalto, eu abandono a luta".

A frase no condicional é por causa dos últimos problemas envolvendo os investidores da Arábia Saudita que davam como certa a luta para o final de julho e começo de agosto. O empresário Bob Arum, que cuida de Tyson Fury, chegou a dizer que a luta não iria mais acontecer e seu pupilo poderia enfrentar pela terceira vez o norte-americano Deontay Wilder.

Já Eddie Hearn, empresário de Anthony Joshua, aponta que o "acordo está fechado" - isso desde o último dia 20, com as possíveis datas em 24 de julho, 31 de julho ou 7 de agosto - e o anúncio oficial será feito nos próximos dias. Essa luta será realizada em um ginásio para 20 mil espectadores.

Os lutadores assinaram contrato para duas lutas. O segundo duelo, previsto para o final deste ano, deverá ser no estádio de Wembley, em Londres, com a expectativa de uma presença de 90 mil pessoas. Em caso de uma vitória para cada um, um terceiro combate poderá ser acertado para o primeiro semestre de 2022.

Tyson Fury é o campeão dos pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (CMB), enquanto que Anthony Joshua é o dono dos cinturões da Associação Mundial (AMB), Federação Internacional (FIB) e Organização Mundial de Boxe (OMB).

Últimas