Esportes França busca virada contra a Espanha e é campeã da 2ª edição da Liga das Nações

França busca virada contra a Espanha e é campeã da 2ª edição da Liga das Nações

A França garantiu o título da segunda edição da Liga das Nações derrotando a Espanha de virada por 2 a 1, neste domingo, em um segundo tempo eletrizante no estádio San Siro, em Milão, na Itália. Assim como na semifinal, a seleção francesa mostrou todo seu poder de reação para provar que a eliminação precoce da última Eurocopa ficou no passado e conquistar pela primeira vez o novo torneio de seleções da Uefa.

O jogo foi muito disputado, minuto a minuto, mas os grandes lances só aconteceram no segundo tempo. A Espanha abriu o placar com Oyarzabal, mas belos gols de Benzema e Mbappé garantiram uma virada rápida e o título para os franceses.

Como já era esperado de uma final deste porte, ninguém cedeu espaços nos primeiros minutos de jogo e as grandes chances de gol pouco aconteceram. A Espanha teve mais a bola e até foi levemente superior aos adversários, mas trocou passes sem conseguir furar a marcação francesa. O time comandado por Didier Deschamps fez a única finalização na direção do gol durante todo o primeiro tempo.

A França voltou do intervalo esperando repetir o grande desempenho que teve no segundo tempo da semifinal, quando fez três gols e buscou a virada sobre a Bélgica. O público no estádio San Siro, de fato, presenciou duas equipes mais ofensivas na etapa final e não demorou muito para grandes emoções acontecerem na partida.

Na melhor chance da partida até então, a França quase abriu o placar. O lateral Theo Hernández finalizou contra-ataque com um chute forte no travessão. O gol só sairia no lance seguinte, para a Espanha, aos 19 minutos. Busquets lançou Oyarzabal, que ganhou a disputa com o zagueiro Upamecano e bateu cruzado, vencendo Lloris.

O poder de reação francês está mesmo em dia. Dois minutos após sofrer o gol, Karim Benzema empatou o placar da final com um golaço. O atacante recebeu de Mbappé, dominou na entrada da área e bateu colocado no ângulo do goleiro espanhol.

O gol sofrido acordou os franceses, que tiveram duas chances de virar o jogo com Mbappé já nos lances seguintes ao empate. O bom momento continuou até a virada sair, aos 34 minutos. O atacantes do Paris Saint-Germain recebeu passe de Théo Hernandez, pedalou na frente de Unai Simón e bateu por baixo do goleiro para virar a partida.

O jogo continuou em ritmo acelerado. Quando a partida já caminhava para o fim, Lloris impediu que Oyarzabal fizesse o gol de empate, fazendo grande defesa. Incansável, Mbappé ainda voltou a dar trabalho para Simón. Mas, para confirmar o título, foi o goleiro da França quem brilhou. Lloris ainda fez mais uma grande defesa após escanteio espanhol nos acréscimos, em chute de Pino.

As duas seleções mostraram a sua força para a Copa do Mundo de 2022. Assim como na Eurocopa, a Espanha voltou a ficar entre os quatro melhores de uma competição europeia, enquanto que a França se recupera da queda precoce nas oitavas de final do torneio europeu e mostra a capacidade da sua atual geração com o título.

Últimas