Flu lamenta jogo perto de hospital de campanha e diz que escolha seguiu contrato

Após fazer críticas aos jogos realizados no Maracanã, na retomada do Campeonato Carioca, a diretoria do Fluminense veio a público nesta segunda-feira para justificar a escolha do tradicional estádio para receber a final da Taça Rio.

O time tricolor foi sorteado o mandante do duelo decisivo e optou pelo Maracanã, apesar das críticas anteriores de que o estádio não seria adequado para os jogos do Estadual por se localizar ao lado de um hospital de campanha.

"A decisão foi tomada para cumprir contratos de gestão do estádio, já que, pelo termo de permissão de uso assinado com o governo do Estado, temos obrigação de jogar um mínimo de jogos ao longo da vigência do contrato e das competições vigentes. O FFC mandou seus jogos em outro estádio até o limite possível, para que não descumprisse obrigações contratuais", registrou o clube, em comunicado.

O Flu reiterou que continua contra realizar partidas no Maracanã, pela proximidade do hospital erguido ao lado para atender as vítimas da covid-19. "Seguimos contrários à realização de jogos ao lado de um hospital de campanha. O erro original foi sermos obrigados a voltar a disputar o campeonato, mas temos por princípio o cumprimento de nossos contratos e em nenhum momento, durante toda essa crise, deixamos de observar nossas obrigações."

O clube disse ainda que pretende destinar o dinheiro arrecadado com os ingressos para iniciativas sociais. "O clube informa que realizará ações até o dia do jogo, como a venda de ingressos virtuais, e destinará a arrecadação para doação de cestas básicas para comunidades do Rio de Janeiro."

A decisão da Taça Rio será realizada às 21h30 desta quarta-feira. Se o Flamengo vencer, será declarado campeão carioca porque venceu a Taça Guanabara, o primeiro turno do Estadual.