Figueirense acerta redução salarial de 25% com o seu elenco

A redução salarial em diversos setores da economia, especialmente os que estão paralisados, é uma das consequências da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e não será diferente no Figueirense. Segundo o diretor de futebol do clube, Luciano Sorriso, a maioria dos jogadores já assinou acordo para cortar 25% dos vencimentos.

"A redução será de 25%. As negociações estão evoluindo bem. Todos compreendendo as necessidades. Os jogadores estão conscientes, temos que ter responsabilidade, dar passos de acordo com o cenário financeiro. Cerca de 90% dos jogadores assinaram, ou seja, três atletas ainda não assinaram, pois eles estavam em viagem", disse em entrevista à Rádio CBN Diário.

O Campeonato Catarinense foi paralisado ao fim da primeira fase, em 15 de março. O Figueirense avançou às quartas de final diante do Juventus. Também está na terceira fase da Copa do Brasil e venceu o Fluminense, por 1 a 0, na primeira partida.

Recentemente, a Federação Catarinense de Futebol fez uma solicitação de retorno do estadual com portões fechados a partir de 16 de maio, mas foi negado pelo Governo do Estado, que viu "risco iminente de propagação da covid-19".