Esportes Fernando Diniz aponta empate como um resultado mais justo para o clássico

Fernando Diniz aponta empate como um resultado mais justo para o clássico

O empate seria um resultado mais justo para o clássico entre Palmeiras e Santos, principalmente pelo desempenho na etapa final do time de Vila Belmiro. Esta foi a opinião do técnico Fernando Diniz, após a derrota santista, por 3 a 2, neste sábado, no Allianz Parque, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"A gente voltou com uma atitude mais agressiva, mais ativa, se expôs aos um pouco mais, fizemos dois gols e tomamos um. A equipe se comportou bem, soube jogar o jogo e poderia ter empatado ou vencido", disse o treinador, após a partida.

Diniz não soube explicar o fato de o time não obter bons resultados fora da Vila Belmiro, afinal ainda nçao venceu fora de casa neste Brasileiro. "Jogar em casa é sempre um fator importante, mas não determinante. Hoje era um jogo para ter empatado, contra o Fluminense tivemos mais perto de vencer e perdemos, contra o América também. Há a tendência de a gente começar a vencer, mas não sei precisar quando, ninguém sabe. É uma resposta muito difícil de dar."

O técnico santista também disparou críticas ao árbitro Braulio da Silva Machado. ""Para quem não quer jogar com ele [Braulio] é uma beleza, você encostar com a unha do dedo é falta. Depois do gol, Palmeiras retardou todos os tiros de meta e laterais, e ele não fez uma menção de acelerar o jogo."

Diniz considerou muito pouco os seis minutos de acréscimos na etapa final. "O jogo parou por 3 minutos e meio e ele deu 6. Foram 2 minutos e meio dados num jogo que o Palmeiras não quis jogar ou acelerar o jogo em nenhum momento. Depois, durante os acréscimos, ainda teve mais uma parada. A rigor, só teve um minuto de acréscimo. O Santos quase nunca pega um árbitro que é dos melhores."

Últimas