Esportes 'Faltam detalhes', diz Carlos Sánchez, maior artilheiro estrangeiro do Santos

'Faltam detalhes', diz Carlos Sánchez, maior artilheiro estrangeiro do Santos

Apesar da derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, na partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, este sábado foi dia de fazer história para o Santos. Pelo menos para o uruguaio Carlos Sánchez, o dia teve um sabor doce ao chegar a marca de 26 gols com a camisa da equipe litorânea, tornando-se, assim, o maior artilheiro estrangeiro da história do time.

O meia uruguaio, que fez seu primeiro gol após sofrer grave lesão no joelho, considerou que "ainda faltam detalhes" para que a atuação do Santos seja melhor e que possa chegar a maior efetividade. Sánchez, que cobrou um dos dois pênaltis que compuseram o resultado da partida, afirmou: "Feliz por voltar a marcar, estamos fazendo um esforço grande a cada jogo".

O Santos, apesar de contar com grande parte da posse de bola na partida contra o Palmeiras, ainda falha em conseguir criar oportunidades e vazar a defesa alviverde. Isso tem sido uma constante nas partidas da equipe, que tem 15 pontos. "O time está jogando bem, mas faltam detalhes que viram gols", afirmou Sánchez.

O Santos volta a jogar na quinta-feira, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, diante do Independiente da Argentina, na Vila Belmiro. Pelo Brasileiro, a equipe do técnico Fernando Diniz se apresenta no domingo, em Bragança Paulista, diante do Red Bull Bragantino.

Últimas