Esportes 'Falta de eficiência' definiu derrota do PSG na visão de Pochettino e Marquinhos

'Falta de eficiência' definiu derrota do PSG na visão de Pochettino e Marquinhos

O técnico Maurício Pochettino e o capitão Marquinhos foram na mesma linha para justificar a primeira derrota do Paris Saint-Germain no Campeonato Francês. Ambos "culparam" a falta de eficiência na hora de balançar as redes adversárias nos 2 a 0 para o Rennes, neste domingo, fora de casa.

Mesmo não rendendo o esperado com suas estrelas em campo, o PSG criou chances boas de gol com Neymar, Messi e Mbappé e poderia ter melhor sorte na casa do Rennes. Mas a falta de pontaria ficou evidente no jogo. Messi carimbou a trave e o brasileiro e o francês perderam "gols feitos."

"Perdemos por não conseguir marcar. Se você quer vencer, tem que marcar. Mas, ao mesmo tempo, acho que jogamos muito bem por 25, 30 minutos no final do primeiro tempo", avaliou Pochettino. "Foi um pouco de azar não termos marcado, porque devíamos ter ido para o vestiário ganhando por 2 a 0, mas em vez disso fomos com 1 a 0 para eles. Isso teve um grande impacto e depois, no segundo tempo, sofrer outro gol na primeira oportunidade foi difícil de aceitar", enfatizou. "Estávamos frustrados e o Rennes ainda dificultou a nossa capacidade de criar."

Capitão da equipe, o zagueiro Marquinhos também viu o resultado como injusto. "Faltou eficiência para toda a equipe, atrás e na frente. Tivemos oportunidades, mas foi um jogo estranho, muito aberto. Tivemos um início de jogo difícil, a equipe do Rennes teve muita energia, esteve melhor. Fizemos um final muito bom na primeira parte e tivemos muitas oportunidades que não conseguimos concretizar", definiu o brasileiro. "Levamos dois gols que podiam ser evitados, em momentos-chave da partida."

O defensor não quis saber de usar um possível desgaste após batalha com o Manchester City na Liga dos Campeões, no meio de semana, como desculpas. "Cansaço? Acho que estamos acostumados a jogos duros e você não deve pensar que havia fadiga por trás. Acho que se tivéssemos essa eficiência, a história da partida teria sido completamente diferente e não estaríamos falando em cansaço ou sei lá o quê", disse. "No contexto geral, fizemos uma boa partida, faltou apenas essa eficiência na frente e atrás para liderar o placar."

Últimas