Esportes Ex-zagueiro Kompany é alvo de insultos racistas em jogo do Campeonato Belga

Ex-zagueiro Kompany é alvo de insultos racistas em jogo do Campeonato Belga

Mais um caso de racismo marcou o fim de semana no futebol europeu. Pela 20ª rodada do Campeonato Belga, o Anderlecht enfrentou o Club Brugge e viu seu técnico Vincent Kompany, ex-zagueiro do Manchester City, ser alvo de insultos vindos das arquibancadas. Os xingamentos foram direcionados também a membros de sua comissão técnica e jogadores.

Após o jogo, que foi disputado na casa do Club Brugge (estádio Jan Breydel), Kompany falou sobre as ofensas racistas, explicou o ocorrido e lamentou a forma como a equipe do Anderlecht foi recebida no estádio em duelo que envolve duas das principais equipes do futebol da Bélgica.

"Deixo este jogo chateado. Ao longo da partida, a comissão técnica e eu fomos insultados. Insultos racistas que também foram dirigidos aos jogadores. O dia terminou mal. Vou me encontrar com a comissão e com as pessoas que são importantes para mim. Não devemos vivenciar o que passamos aqui", afirmou o ex-zagueiro.

Depois de tomar ciência do ocorrido, o Club Brugge prometeu identificar as pessoas que proferiram as ofensas e bani-las de acompanhar a equipe no estádio. "Na sequência dos acontecimentos, anunciamos que, juntamente com as autoridades, tomaremos as medidas necessárias para identificar os autores e impor a proibição aos estádios. Estes poucos não são representativos dos valores e padrões do nosso clube e não têm lugar no estádio Jan Breydel", publicou o clube em suas redes sociais.

RACISMO NA ALEMANHA - Também no domingo, pela 3ª divisão do Campeonato Alemão, Aaron Opoku, do VFL Osnabrück, foi chamado de 'macaco' por um torcedor que estava na arquibancada do estádio, durante o jogo com o MSV Duisburg. A partida foi interrompida após o fato. A pessoas que proferiu as ofensas foi identificada e retirada do local. O árbitro Nicolas Winter paralisou o duelo quando o placar apontava 0 a 0 e revelou que o atleta e a equipe do Osnabrück não tinham condições de voltar.

Últimas