Ex-Cruzeiro, Mattos lança biografia: 'Muitos jovens querem seguir minha carreira'

O atual diretor de futebol do Atlético-MG, Alexandre Mattos, lançou nesta terça-feira em São Paulo a sua autobiografia, intitulada Tudo Começa Com Um Sonho. Em cerca de 230 páginas, o dirigente com passagens por América-MG, Cruzeiro e Palmeiras conta detalhes da carreira, bastidores da atuação no futebol e histórias sobre contratações com o objetivo de mostrar uma referência para jovens interessados em seguir a mesma carreira.

Formado em Educação Física e ex-dono de academia, Mattos começou no futebol como assessor da diretoria do América-MG em 2005. O livro cita, além de histórias, detalhes sobre como um dirigente deve atuar na gestão de pessoas, na administração de crises e na relação com a imprensa. "Muitos jovens me encontram na rua ou no shopping e me perguntam o que precisam fazer para ser um executivo de futebol porque querem seguir a minha carreira. O livro é uma forma de compartilhar o que vivenciei", disse.

Grande parte da obra narra a passagem pelo Palmeiras entre 2015 e 2019. O material foi escrito por Mattos e conta com 42 depoimentos de personagens importantes da carreira do dirigente entre técnicos, presidentes de clubes e jogadores com quem trabalhou. Da época de Palmeiras, o livro tem participações com depoimentos do atacante Gabriel Jesus e do agora aposentado Zé Roberto.

"Eu procurei explicar no livro qual é a função do executivo de futebol e mostrar que não é apenas contratar jogadores. Algumas negociações até são grande batalhas, porque demanda uma questão financeira, vender um sonho e até conversar com familiares. Só que nosso trabalho é o dia a dia, é mais amplo", contou. Como dirigente, Mattos conquistou quatro títulos brasileiros e uma Copa do Brasil no comando de Cruzeiro e de Palmeiras.

O dirigente intensificou a produção do livro no início deste ano, quando estava sem emprego após ser demitido do Palmeiras em dezembro de 2019. Pouco antes da pandemia do novo coronavírus, o dirigente chegou a passar pelo Cruzeiro e até aceitar a proposta para trabalhar pelo Reading, da Inglaterra, mas problemas com o visto de trabalho e o avanço do surto global da covid-19 cancelaram o projeto. Então, Mattos acabou por assumir o Atlético-MG.