Esportes Estádio da final do Mundial entre Chelsea e Palmeiras terá capacidade máxima

Estádio da final do Mundial entre Chelsea e Palmeiras terá capacidade máxima

O estádio Mohammed Bin Zayed, palco da final do Mundial de Clubes entre Chelsea e Palmeiras, foi liberado para receber o máximo de sua capacidade. As autoridades de Abu Dabi decidiram nesta sexta-feira, véspera da decisão, permitir que o local esteja lotado, o que não foi possível nos jogos anteriores porque havia limitação de público como medida para evitar a disseminação de covid-19.

Até o momento, o Mundial de Clubes vinha sendo disputado com os estádios liberando 80% de sua capacidade para os torcedores. O Mohammed Bin Zayed possui 42 mil lugares e recebeu a semifinal entre Al Hilal x Chelsea, partida com o maior público do torneio: 19.175 pessoas.

O Palmeiras, por sua vez, disputou a semifinal contra o Al Ahly no acanhado estádio de Al Nahyan. Cerca de 10 mil torcedores acompanharam a classificação da equipe na arena, que tem espaço para 15 mil pessoas e receberá a disputa do terceiro lugar, também neste sábado, às 10h (horário de Brasília).

Vale ressaltar que esta não é uma decisão da Fifa, mas sim do Comitê Organizador do torneio. Anteriormente, o Palmeiras já havia pedido para a entidade uma carga maior de ingressos para seus torcedores, que compareceram em peso nos Emirados Árabes.

A organização do Mundial ressalta que para entrar no estádio continua sendo necessário a apresentação de comprovante de vacinação e um teste PCR negativo até 96 horas antes da partida.

Últimas