Esportes Enfurecido, zagueiro do XV de Piracicaba, pisa e rasga camisa do São Caetano

Enfurecido, zagueiro do XV de Piracicaba, pisa e rasga camisa do São Caetano

Um fato inusitado aconteceu na noite desta terça-feira em Piracicaba. Enfurecido pela eliminação nas quartas de finais do XV de Novembro, após cobranças de pênaltis, o zagueiro Rodrigo Sam protestou de forma agressiva. Ele foi até o lado da sua torcida, pisou e rasgou com a chuteira uma camisa do São Caetano, classificado às semifinais da Copa Paulista.

Esta reação inesperada, rapidamente, gerou uma confusão entre os jogadores dos dois times. Além disso, um grupo de torcedores ameaçou invadir o gramado do estádio Barão da Serra Negra. A invasão só não ocorreu pela intervenção da Polícia Militar.

Rodrigo Sam foi expulso pelo árbitro José Claudio Rocha Filho por atitude antidesportiva. O zagueiro se enfureceu quando viu o companheiro Carlos Alberto chutar um pênalti na trave e confirmar a derrota do XV para o São Caetano por 4 a 3. No tempo normal houve empate por 1 a 1, mesmo placar da ida no fim de semana.

O jogo já tinha terminado num clima tenso. O XV vencia o jogo por 1 a 0 e estava se classificando, mas levou o empate aos 50 minutos do segundo tempo. Rato, que empatou de cabeça, saiu comemorando em direção à torcida quinzista com o dedo entre os lábios, como que a pedir silêncio e também gesticulou com a mão do lado do ouvido, para provocar a festa da torcida. Os jogadores do XV reagiram e foram para cima do adversário.

O São Caetano festejou a classificação, mas não deixará o ato de desrespeito passar em branco e já entrou com uma representação na Federação Paulista, nesta quarta-feira, pedindo punição ao defensor e também ao XV de Piracicaba.

Últimas