Esportes Em 'reestruturação', Barcelona demite diretor Eric Abidal

Em 'reestruturação', Barcelona demite diretor Eric Abidal

Um dia após demitir o técnico Quique Setién, o Barcelona anunciou nesta terça-feira a saída do diretor esportivo Eric Abidal. A nova demissão faz parte dos planos do clube espanhol de fazer uma "ampla reestruturação" depois da dolorosa goleada de 8 a 2 diante do Bayern de Munique, pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

Como diretor esportivo, o francês foi um dos principais responsáveis pela contratação de Setién, em janeiro deste ano. O treinador se tornou um dos que menos permaneceu no comando da equipe, sem conquistar títulos e enfrentando problemas no vestiário. Com Setién comandando a equipe, o Barça ainda viu o Real Madrid se sagrar campeão espanhol.

Abidal estava no cargo há dois anos. E também enfrentou problemas de relacionamento com os jogadores. No início do ano, Lionel Messi o criticou publicamente, acusando-o de culpar os jogadores pela demissão de Ernesto Valverde, antecessor de Setién.

Antes das críticas de Messi e da fraca temporada exibida pelo Barça, Abidal desfrutava de boa popularidade junto à torcida e à diretoria. Como atleta, foi duas vezes campeão da Liga dos Campeões pela equipe, em 2008/09 e 2010/11, e também do Mundial de Clubes da Fifa.

Em 2011 e 2012, ele virou notícia por enfrentar um câncer no fígado ao longo destes dois anos, com tratamentos e retorno do tumor. Quando recuperado, disputou apenas quatro jogos em sua última temporada como jogador do Barça, em 2013. Ele se aposentou no ano seguinte, defendendo as cores do Olympiacos.

Últimas