Esportes Em nova sessão com bandeira vermelha, Verstappen lidera último treino livre da F1

Em nova sessão com bandeira vermelha, Verstappen lidera último treino livre da F1

Em casa, Max Verstappen segue dominando e mostrando ser o favorito na volta da Fórmula 1 à Holanda após mais de três décadas. Mas não estão sendo fáceis as tomadas de tempo para o GP em Zandvoort. Neste sábado, no último treino livre antes da definição de grid, mais uma vez a sessão acabou interrompida por bandeira vermelha, desta vez por acidente de Carlos Sainz. As duas sessões de sexta-feira também foram paralisadas. O início dos trabalhos do dia também ficou marcado pelo teste positivo de covid-19 de Kimmi Raikkonen, fora da corrida deste domingo.

Assim como na sexta-feira, com duas sessões interrompidas pelas bandeiras vermelhas, os 50 minutos de trabalho antes do treino classificatório também foram reduzidos na Holanda. Sainz acabou saindo da pista com sua Ferrari e acertando em cheio a proteção de pneus.

Foram 10 minutos parados para a remoção do carro e a reconstrução da barreira de proteção bem no meio do treino livre. O piloto saiu normalmente e acabou pedindo desculpas à equipe por perder a direção na curva 3. O incidente não foi mais grave porque o carro parou fora da pista.

Na sexta-feira Sebastian Vettel já havia interrompido o primeiro treino, enquanto a segunda sessão acabou com incidentes com Lewis Hamilton e, depois, Nikita Mazepin. O espanhol da Ferrari era o quinto quando bateu neste sábado. Ele e seu companheiro Charles Leclerc haviam sido os melhores na segunda sessão. Agora a equipe terá de correr contra o tempo para ajustar o carro.

Com pneus macios e correndo contra o tempo, os pilotos voltaram à pista após a bandeira vermelha para "recuperarem o tempo perdido". E Verstappen não deu chances à concorrência com sua Red Bull. Foi o único a baixar o tempo da casa de 1min10s e sobrou com 1min09s623, mais de meio segundo mais rápido que Valtteri Bottas, da Mercedes, o segundo. Hamilton ficou em terceiro e o companheiro do holandês, Sérgio Perez, em quarto.

Fazendo sua temporada de despedida da Fórmula 1, Kimmi Raikkonen vai desfalcar a Alfa Romeo na Holanda. A equipe anunciou neste sábado que o finlandês testou positivo para covid-19 e não corre em Zandvoort. Reserva imediato, Robert Kubica será o substituto.

Últimas