Em duelo inédito na Série B, Cruzeiro encara Guarani em Campinas

Guarani e Cruzeiro já se enfrentaram várias vezes pela elite do Campeonato Brasileiro, mas desta vez o tradicional duelo é válido pela primeira vez na Série B. A partida da segunda rodada começa às 20h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

O confronto estava inicialmente marcado para a Arena Barueri, mas foi alterado na semana passada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) depois de Campinas avançar à fase amarela do plano do governo do Estado de São Paulo contra a covid-19, sendo liberada para receber jogos.

Os dois times tiveram estreias distintas. O Guarani não soube aproveitar as várias baixas que o CSA teve por covid-19 e perdeu em Maceió, por 1 a 0. Já o Cruzeiro ganhou do Botafogo-SP, por 2 a 1, no Mineirão, com uma final emocionante, porque o time mineiro vencia, sofreu o empate aos 40 minutos do segundo tempo e marcou o segundo gol dois minutos depois.

Apesar da vitória, o Cruzeiro segue na lanterna com 3 pontos negativos. Por conta de uma dívida com Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, pelo empréstimo do volante Denilson, o Cruzeiro foi punido pela Fifa com a perda de seis pontos. Então já faz um início de competição para se recuperar.

Enderson Moreira não vai conseguir repetir o time do Cruzeiro da estreia, porque o atacante Stênio sofreu uma contusão no ombro esquerdo e foi vetado pelo departamento médico. Autor do gol da vitória, Jean aparece como principal candidato a ficar com a vaga. "Vamos pegar mais uma equipe paulista, bem treinada, bem montada, acostumada a disputar grandes jogos, a enfrentar grandes equipes. Vai ser um jogo muito difícil lá em Campinas", prevê Enderson Moreira.

Do outro lado, a principal preocupação de Thiago Carpini é a deficiência nas bolas aéreas. Dos 18 gols sofridos pelo Guarani nesta temporada, 11 deles foram nesse tipo de lance. Mesmo assim, o treinador não pensa em fazer mudanças no time titular. "Estou contente e não vejo o porquê de mudanças. A continuidade eu vejo como o grande sucesso do trabalho. Tem coisas a melhorar, a evoluir, mas têm muitas coisas boas", garante o técnico bugrino.