É hexa! Marta é eleita a melhor jogadora do mundo pela sexta vez

Nomeação da brasileira veio no evento 'The Best', organizado pela Fifa e sediado em Londres neste ano. É o primeiro prêmio da 'Rainha' neste molde

marta, melhor do mundo

Marta foi campeã da Copa América desde ano, no Chile

Marta foi campeã da Copa América desde ano, no Chile

Reprodução

A brasileira Marta voltou a conquistar o prêmio de melhor jogadora do mundo, nesta segunda-feira (24), na premiação que acontece em Londres, capital da Inglaterra. A craque desbancou a húngara naturalizada alemã Dzsenifer Marozsan e a norueguesa Ada Hegerberg, e conquistou seu primeiro título nos novos moldes. 

Veja mais: Com direito a astros de cinema! As melhores fotos da premiação da Fifa

Marta já havia sido eleita a melhor na categoria por cinco temporadas seguidas (2007, 2008, 2009 e 2010), além de reunir 14 indicações ao prêmio. Em 2016, a brasileira bateu na trave, quando alcançou a segunda colocação da disputa e ficou atrás apenas de Carli Lloyd, dos Estados Unidos.

A temporada

A alagoana, apelidada de “Rainha do Futebol”, atua hoje pelo Orlando Pride, da primeira divisão dos Estados Unidos. Logo no primeiro ano na casa nova, Marta fez 13 gols na Liga Nacional e foi a vice-artilheira do torneio.

Com a camisa verde-amarela, a brasileira foi campeã da Copa América deste ano, no Chile. Na campanha invicta, marcou um gol e foi responsável por carregar a faixa de capitã da equipe comandada pelo técnico Vadão.

Emoção no palco!

Com o ex-jogador Roberto Carlos no palco, a brasileira não conteve a emoção e foi às lágrimas ao receber o troféu de melhor jogadora: "É um momento fantástico e as pessoas falam: ‘você já esteve nessa posição tantas vezes e você se emociona tantas vezes’. Mas é porque isso significa muito para mim". 

"Desde o primeiro momento em que realmente enxerguei que a melhor coisa que fazia na vida era jogar futebol, só tenho a agradecer. Isso é realmente um momento mágico", completou. 

Técnico do Lyon levou o troféu

Reynald Pedros foi o escolhido para levar o prêmio de melhor treinador do futebol feminino pela Fifa. O francês foi responsável por comandar a equipe francesa nos títulos da Ligue 1 e da Liga dos Campeões da última temporada.

* Estagiário do R7, sob supervisão de Adalberto Leister Filho

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Daniel Alves ou Sérgio Ramos: quem tem mais estilo no The Best 2018?