Durante live, Novak Djokovic e Andy Murray elegem o 'jogador de tênis ideal'

O sérvio Novak Djokovic e o britânico Andy Murray aproveitaram o período de pandemia de coronavírus para eleger, nesta sexta-feira, o "tenista ideal" durante um bate-papo nas redes sociais.

Dois dos maiores nomes do tênis na atualidade, ao lado do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal, os astros fizeram suas escolhas entre as características que formam um grande jogador.

Para Djokovic, o melhor saque fica entre o norte-americano John Isner e o australiano Nick Kyrgios. A melhor devolução é de Murray, enquanto o forehand fica para o argentino Juan Martin Del Potro.

O número 1 do ranking mundial escolheu Murray também como o melhor backhand, apontou o voleio de Roger Federer, além da mentalidade de Rafael Nadal e o físico do também espanhol David Ferrer.

Murray, que sofre com graves problemas físicos e ocupa a posição 129 no ranking mundial, indicou Djokovic com a melhor devolução, backhand e físico. Saque escolhido foi o de Kyrgios, enquanto Nadal ficou com o forehand e mentalidade. Federer, mais uma vez, ganhou no voleio.

Djokovic e Murray também destacaram Melbourne, na Austrália, como a melhor cidade para se jogar tênis. O sérvio ainda afirmou que ganhar o maior número de torneios de Grand Slam indica o melhor jogador de todos os tempos, ao mesmo tempo que não considera importante ficar o maior número de semanas em primeiro lugar no ranking.

Federer soma 20 títulos de Grand Slam, contra 19 de Nadal e 17 de Djokovic. O americano Pete Sampras acumula 14, enquanto Murray tem apenas três.