Esportes Duplas do Brasil vencem e seguem na luta por medalhas em etapa do vôlei de praia

Duplas do Brasil vencem e seguem na luta por medalhas em etapa do vôlei de praia

O Brasil segue na busca por medalhas nos dois naipes da etapa de Ostrava do Circuito Mundial de vôlei de praia, na República Checa. Neste sábado, André Stein/George venceram suas duas partidas e avançaram para a semifinal masculina. No torneio feminino, Bárbara Seixas/Carol Solberg tiveram uma vitória e um resultado negativo e vão disputar o bronze.

Nas oitavas de final, André e George derrotaram os americanos Trevor Crabb e Tri Bourne por 2 sets a 0, com parciais de 21/19 e 21/18. A vaga nas semifinais foi garantida com um novo 2 a 0, mas em dois sets muito disputados contra Ilya Leshukov e Konstantin Semenov, da Rússia: 23/21 e 30/28. Neste domingo, os brasileiros terão pela frente os holandeses Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen.

"Foi mais um dia especial para a gente: dois jogos, duas vitórias. Dois jogos duros, apertados. Primeiro jogo contra os Estados Unidos, um time que ainda estava brigando pela vaga olímpica, e era um jogo importante para eles. Estava todo mundo vindo muito forte e focado neste torneio. A gente conseguiu estudar eles bem e, apesar de passar por momentos dificuldade, a gente manteve sempre o foco, sabendo o que fazer", disse André.

"Contra a Rússia, era um time que a gente ganhou duas vezes em 2019, e a gente viu pelo aquecimento que eles estavam muito focados, querendo muito essa vitória. O Semenov é um cara mais experiente, a gente conhece ele, sabe que ele é de provocar, de ir para cima, gritar, falar gracinha. Mas isso não influenciou a gente. Pelo contrário, acho que deu mais gás, a gente foi para cima, bateu de frente. Conseguimos fazer uma boa virada no segundo set, a gente acreditou até o final, foi ponto a ponto", afirmou André, que marcou os dois últimos pontos do jogo contra a Rússia em bloqueios.

"Os bloqueios foram importantes, mas foi o que eu falei para o George no final: eu só bloqueei porque ele sacou muito bem, quebrou o passe do garoto, e eu pude fazer os bloqueios. É mérito do time. A gente vem em uma crescente muito boa e está muito feliz", destacou.

Na competição feminina, Bárbara e Carol começaram o dia com uma vitória apertada nas quartas de final contra as suíças Tanja Hüberli e Nina Betschart: 2 sets a 1 - com parciais de 21/19, 19/21 e 15/13. Na semifinal, porém, elas acabaram superadas pelas americanas Sponcil e Claes (21/15 e 21/16).

Neste domingo, a dupla brasileira vai disputar a medalha de bronze. Elas enfrentam as canadenses Sarah Pavan e Melissa Humana-Paredes.

Últimas