Esportes Djokovic é detido na Austrália após novo cancelamento de visto

Djokovic é detido na Austrália após novo cancelamento de visto

Número 1 do ranking da ATP teve permanência no país cancelada novamente por motivos sanitários e de ordem pública

  • Esportes | Do R7, com informações da Agência EFE

Djokovic aguarda definição sobre sua participação no Aberto da Austrália

Djokovic aguarda definição sobre sua participação no Aberto da Austrália

Diego Fedele/EFE - 13.01.2022

O sérvio Novak Djokovic foi detido novamente em Melbourne neste sábado (sexta-feira no Brasil), após se reunir com funcionários da Imigração da Austrália, um dia depois de autoridades do país terem cancelado pela segunda vez o visto do tenista por motivos sanitários e de ordem pública.

A expectativa é que, depois da reunião – que começou pela manhã, em um local não revelado, para evitar um "circo midiático" –, o sérvio seja levado pelas autoridades da Imigração, embora não possa ser deportado até que o caso seja resolvido judicialmente.

Djokovic será autorizado a se reunir com advogados sob a supervisão de dois funcionários da Imigração neste sábado, dia da audiência marcada para o Tribunal Federal da Austrália.

Na noite de quinta-feira (13), em audiência de emergência, após a notícia do novo cancelamento do visto de Djokovic, o juiz Anthony Kelly, do Tribunal do Circuito Federal, disse que o caso seria transferido para o Tribunal Federal da Austrália, que é uma instância superior.

Espera-se que o processo termine antes do início do Aberto da Austrália, que será disputado de 17 a 30 de janeiro na cidade de Melbourne, e no qual Djokovic espera conquistar seu décimo título, com o qual se tornaria o primeiro a vencer 21 torneios de Grand Slam no tênis masculino.

Após vários dias de análise do caso, o ministro da Imigração australiano, Alex Hawke, decidiu nesta sexta-feira cancelar novamente o visto de Djokovic, com a intenção de expulsar o tenista do país, o que também poderia significar uma proibição de retorno à Austrália por três anos.

Djokovic viajou da Espanha para Melbourne, no dia 5 de janeiro, com uma isenção médica que permitiria sua entrada na Austrália mesmo não estando ele vacinado, e tendo ele contraído Covid-19 recentemente. Seu visto, porém, foi cancelado, motivo pelo qual ele foi retido pelas autoridades da Imigração.

Barrado na Austrália e contra a vacinação: as polêmicas de Djokovic

Últimas