Esportes Deyverson diz que Palmeiras não pode ser 'crucificado' por fim de série invicta

Deyverson diz que Palmeiras não pode ser 'crucificado' por fim de série invicta

A série invicta do Palmeiras, que já durava dez jogos, acabou neste sábado com a derrota por 3 a 2 para o Fortaleza, no Allianz Parque, e o resultado foi bastante lamentado pelo atacante Deyverson, que entrou no lugar de Willian durante a partida. Apesar disso, ao fazer uma análise mais fria da situação, o palmeirense afirmou que um único resultado negativo depois de tanto tempo não pode virar motivo para "crucificar" o time.

Para o atacante, um dos principais pontos a se lamentar é a quantidade de gols sofridos na partida. Após cinco jogos sem tomar gols, a rede balançada três vezes incomodou. "Tomamos três gols onde não podíamos tomar. O grupo trabalha forte defensivamente, mas acontece. Faz parte do futebol. Não podemos ficar nos crucificando por uma derrota", avaliou o jogador.

Ainda que a atuação defensiva não tenha sido tão boa quanto nas outras partidas, Deyverson acredita que o desempenho do Palmeiras foi bom e considera justo que a queda da invencibilidade tenha vindo diante do Fortaleza. De fato, a equipe tricolor tem se destacado neste início de campeonato, não à toa agora está a apenas dois pontos dos palmeirenses na classificação.

"Faltou a vitória. Jogamos em casa contra uma grande equipe. Infelizmente a vitória não veio, mas a equipe está de parabéns, porque viemos de dez jogos sem perder. A vida tem altos e baixos, e estamos em alta. Não podem crucificar a gente, a mídia não pode crucificar por uma derrota. Um dia a gente ia perder, a gente não queria. A gente não gosta de perder, mas tem que exaltar o nome do grupo. Focar onde erramos e trabalhar", comentou.

Com a derrota, o Palmeiras estacionou nos 32 pontos, ainda na liderança, mas com chance de ser ultrapassado pelo Atlético-MG, que tem 31 e joga no domingo contra o Juventude. De qualquer maneira, não há muito tempo para pensar nas consequências, pois o time comandado por Abel Ferreira volta a campo na próxima terça-feira para enfrentar o rival São Paulo no Morumbi, pela rodada de ida das quartas de final da Libertadores. "Brasileirão é difícil. Agora é trabalhar porque terça tem o São Paulo", concluiu Deyverson.

Últimas