Esportes Desfalcado até de Sampaoli, Atlético-MG joga para abrir cinco pontos na liderança

Desfalcado até de Sampaoli, Atlético-MG joga para abrir cinco pontos na liderança

O Atlético-MG paga seu jogo atrasado no Brasileirão, diante do Athletico-PR, às 19 horas desta quarta-feira, no Mineirão. Após reassumir a liderança na rodada passada, os mineiros tentarão ampliar a vantagem para cinco pontos sobre Internacional, São Paulo e Flamengo. Jorge Sampaoli, com covid-19, não dirige a equipe, que terá outros desfalques.

Ciente do crescimento do São Paulo na classificação, os mineiros não podem desperdiçar pontos nesta noite. Os paulistas, com 36 pontos, somam dois jogos a menos em relação ao Atlético-MG e são a maior ameaça à liderança. Ganhar significa jogar a pressão para o outro lado.

O Atlético, contudo, tem muitos problemas. Sobretudo no comando. Jorge Sampaoli e seus principais auxiliares foram vítimas de um surto de covid-19 e estão fora da partida. São oito integrantes da comissão técnica infectados. Diogo Alves, auxiliar e analista de desempenho, deve ser o técnico, com auxílio de Éder Aleixo e Lucas Gonçalves.

Além dos problemas no comando, o líder não terá Alan Franco, também infectado, e Savarino e Júnior Alonso, que não retornam a Belo Horizonte a tempo do jogo. Eles estavam servindo suas seleções nas Eliminatórias.

Por outro lado, o lateral-esquerdo Guilherme Arana está confirmado. Ele voltará ao país em voo fretado após convocação para a partida da seleção brasileira no Uruguai. O jogador é indispensável no esquema do Atlético-MG.

Depois de passar por um momento conturbado na competição, o Atlético-MG se recuperou com duas belas vitórias sobre Flamengo e Corinthians e tenta engatar o terceiro triunfo para ter novamente cinco pontos de vantagem na ponta da tabela, a maior distância sobre o segundo colocado até então no Brasileirão.

Últimas