Criticado, David Luiz assume erro em derrota do Arsenal: 'Não quero dar desculpa'

A volta do Arsenal aos gramados não foi como seus torcedores esperaram. A derrota por 3 a 0 para o Manchester City, na quarta-feira, em Manchester, em jogo pela 28.ª rodada do Campeonato Inglês, ainda repercute no clube de Londres, especialmente para o brasileiro David Luiz. O zagueiro, que entrou ainda no primeiro tempo no lugar do espanhol Pablo Marí, foi duramente criticado por falhar no primeiro gol do rival e ainda ser expulso após cometer o pênalti que resultou no segundo e fez questão de assumir os seus erros.

"Não foi culpa do time, foi culpa minha. Tomei a decisão de jogar. Eu deveria ter tomado uma decisão diferente nos últimos dois meses sobre o meu contrato. Decidir o mais rápido possível sobre isso, mas não tomei essa decisão. Foi culpa minha e estou aqui para assumir", disse David Luiz, que ainda não se decidiu sobre a renovação de contrato.

O brasileiro chegou ao Arsenal em agosto do ano passado com vínculo firmado para uma temporada e ainda não se decidiu sobre uma extensão durante o período de paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus. "O time foi bem, estava jogando bem até isso acontecer. Não quero dar desculpas, apenas assumir meus erros na partida. Eu adoro o clube, quero ficar. O treinador quer que eu fique, então vamos ver o que vai acontecer".

Ex-jogadores do futebol inglês entendem que chegou a hora de David Luiz deixar o Arsenal. É o caso de Gary Neville, ídolo do Manchester United que hoje trabalha como comentarista, que disse que por mais desastrosa que a atuação tenha sido, ele não se surpreendeu com o brasileiro.

"Não tenho palavras, mesmo. Eu disse tudo o que tenho a dizer nos últimos anos. Ele nunca aprende, é tão precipitado", disse Neville à Sky Sports. "Você tem que deixá-lo ir. O City começou a jogar bem com 25 minutos de jogo, quando David Luiz entrou. Ele nunca se livrará desse tipo de erro", concluiu.