Esportes Cristiano Ronaldo brilha na volta, faz dois gols e Manchester United vira líder

Cristiano Ronaldo brilha na volta, faz dois gols e Manchester United vira líder

A volta de Cristiano Ronaldo ao Manchester United foi da melhor maneira possível. O astro foi reverenciado, se emocionou e encantou, marcando duas vezes na goleada sobre o Newcastle, por 4 a 1, em Old Trafford. Com o belo triunfo na reestreia do português, após 12 anos da saída do clube, a equipe assumiu a liderança isolada do Campeonato Inglês.

Beneficiado pela derrota do Tottenham e o empate do West Ham, o United cumpre a promessa de andar na frente para acabar com o jejum de títulos de oito anos no Campeonato Inglês ao assumir a ponta, na quarta rodada, com 10 pontos e invicto.

Antes mesmo da chegada da delegação a Old Trafford, o astro português já era saudado com entusiasmo. Os torcedores do United fizeram um corredor vermelho do lado de fora do estádio, grande maioria com a camisa 7 e entoando o cântico "Viva Ronaldo".

Cristiano Ronaldo entrou em campo para o aquecimento sob enorme aplauso. Brinco diferenciado, cabelo úmido e penteado para trás e duas camisas no corpo para "esquentar" rápido, uma delas de manga comprida. Trabalhou ao lado de Pogba antes do apito inicial.

Para quem imaginava que pudesse ficar no banco de reservas, o técnico Ole Gunnard Solskjaer foi logo confirmando sua estreia ao lado de Bruno Fernandes, Greenwood e Sancho, um forte quarteto ofensivo.

O rival era o ideal para a reestreia do português no clube, após 12 anos. Além de viver situação ruim na competição, vindo sofrendo muitos gols, foi diante do Newcastle o primeiro hat-trick de Cristiano Ronaldo pelo United e na carreira.

Em seu retorno para casa, o astro sabia que não podia decepcionar os fãs. E tentou, a todo tempo, retribuir o carinho recebido desde anunciar a volta para a Inglaterra. Foram seis finalizações. Mas ele precisou dos acréscimos da etapa inicial para garantir o primeiro grito de gol. Greenwood bateu forte pela esquerda, o goleiro deu rebote e lá estava Cristiano Ronaldo, livre, para fazer 1 a 0.

Com língua de fora e sorridente, correu para fazer sua tradicional comemoração com salto e cravada no chão. Foi abraçado pelos companheiros e garantiu um descanso festivo em Old Trafford. Sua mãe, Dolores Aveiro, chorava nas tribunas com o gol do filho, emocionada e feliz.

Na volta do intervalo, o Newcastle ameaçou carimbar a festa de reestreia do português e empatou. Mas o astro maior no Teatro dos Sonhos não queria ver seu espetáculo comprometido e foi logo encenando novo momento de alegria aos torcedores. Jogada em velocidade e Luke Shaw rolou para o português. O chute passou entre as pernas do goleiro e vantagem dos mandantes novamente no placar.

Era dia para festejar um português, mas o público que lotou o Old Trafford ganhou um bônus com golaço de Bruno Fernandes, que mandou no ângulo e ampliou o placar em 3 a 1. Além dos portugueses, o inglês Jesse Lindgard também deixou sua marca. Ele transformou a vitória em goleada já nos acréscimos. No dia de reverenciar Cristiano Ronaldo, o United mostrou força e ganhou por 4 a 1.

O atual campeão Manchester City também comemorou um grande resultado na rodada. Com gol solitário de Bernardo Silva, fez 1 a 0 na casa do Leicester. Mesmo placar do triunfo do Arsenal sobre o Norwich e da vitória do Brighton sobre o Brentford. Southampton e West Ham ficaram no 0 a 0, enquanto o Wolverhampton fez 2 a 0 em sua visita ao Watford.

Últimas