Esportes Crespo agradece 'carinho e confiança': 'Logo estaremos juntos pelo São Paulo'

Crespo agradece 'carinho e confiança': 'Logo estaremos juntos pelo São Paulo'

Com o contrato assinado até dezembro de 2022, o técnico Hernán Crespo mandou o primeiro recado para o torcedor do São Paulo. Em sua conta no Instagram, o argentino escreveu em espanhol e português para agradecer o carinho que recebeu antes mesmo de começar o trabalho no Morumbi. "Salve o Tricolor Paulista. Agradeço o carinho e a confiança para eu representar esse clube tão grande. Logo estaremos juntos pelo São Paulo", escreveu o ex-atacante.

A expectativa é que o treinador possa desembarcar no Brasil na próxima terça-feira para então ser apresentado oficialmente. Nesta sexta, Crespo assinou o contrato válido por duas temporadas. Crespo terá mais cinco membros de sua comissão contratados pelo São Paulo. Seu auxiliar é Juan Branda. Ele traz ainda para o Brasil um preparador de goleiros, dois profissionais da área física (Alejandro Kolan e Gustavo Satto) e mais um técnico de desempenho. O valor mensal da comissão será de R$ 1 milhão.

O argentino terá ao seu lado Muricy Ramalho. O agora coordenador de futebol já fez elogios ao treinador e disse o que espera da equipe sob o comando do argentino. "Time aguerrido, time de velocidade, time que pressiona o adversário. Tudo isso ele mostrou para a gente. Nós estamos felizes, o torcedor do São Paulo pensa assim sobre o futebol. Um time bastante competitivo, o São Paulo sempre foi competitivo, e isso procuramos com esse treinador", afirmou.

Aos 45 anos, Crespo é um jovem treinador com menos de cem jogos no currículo. Atacante de carreira extensa por clubes italianos, começou a carreira de técnico nesse mesmo país nas categorias de base do Parma. Depois passou pelo modesto Modena. O retorno à Argentina se deu em 2018, ao receber uma proposta do Banfield. O primeiro trabalho em seu país não foi positivo e terminou depois de quatro vitórias, seis empates e oito derrotas.

O grande salto da carreira do técnico Crespo foi em 2020. O Defensa Y Justicia apostou no treinador para liderar a equipe em sua primeira participação na Copa Libertadores. A campanha terminou na fase de grupos, ao ser superado por Santos e Delfín. Mas o terceiro postou na chave abriu um outro caminho, o da Sul-Americana. E a equipe teve uma ótima campanha.

Comandado por Crespo, o Defensa Y Justicia conquistou o primeiro título internacional da história ao eliminar na caminhada os brasileiros Bahia e Vasco. A conquista foi sacramentada na final em Córdoba, quando fez 3 a 0 com o Lanús. O resultado coloca o clube para a disputa da Recopa Sul-Americana para enfrentar em abril o campeão da Libertadores, o Palmeiras.

Últimas