Coudet critica campo e desabafa: 'Se for assim, Inter pode buscar outro técnico'

O técnico argentino Eduardo Coudet não engoliu o empate contra o Esportivo por 1 a 1, neste sábado, pela quinta rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho. O treinador fez duras críticas ao estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Ginçalves (RS), e ameaçou até mesmo deixar o comando do Internacional, em entrevista coletiva de imprensa.

"Jogar 180 minutos em 3 dias sem estar com ritmo, adaptado, é muito arriscado. Ainda mais depois dos gramados que jogamos, que não são de futebol. Temos que ser justos, não tem como fazer uma análise futebolística com esse campo. Vocês viram pela TV, não tiveram a possibilidade de ver a realidade", disse o treinador.

"Quando os campos estão dessa maneira, é muito mais fácil de destruir do que construir e nós treinamos para construir. É difícil treinar de uma maneira e ter que pedir no jogo outra coisa para os jogadores. O Estádio Beira-Rio está impecável, um tapete, muito diferente daqui", completou.

Irritado com algumas perguntas dos jornalistas, Coudet ameaçou deixar o comando do Internacional. "Se vamos jogar todos os jogos em campos como esse, o Inter vai ter que buscar outro técnico. Temos que ter melhores condições. Não sou técnico de campos assim", comentou o argentino.

No entanto, o treinador voltou atrás logo na sequência e falou sobre o futuro. "Vamos tentar estrear no Brasileirão da melhor maneira. Entendo que vocês querem o melhor, assim como eu, mas leva um tempo. Trataremos de buscar o melhor Inter o antes possível", finalizou.

No segundo turno do Campeonato Gaúcho, o Internacional é o líder do Grupo A com oito pontos, quatro a mais do que o Novo Hamburgo, segundo colocado. O time colorado fechará o segundo turno diante do Aimoré, na próxima quarta-feira, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS).