Esportes Corinthians tenta pela primeira vez vencer duas seguidas com Sylvinho

Corinthians tenta pela primeira vez vencer duas seguidas com Sylvinho

O Corinthians visita o Athletico-PR neste domingo, às 16h, na Arena da Baixada, e tenta pela primeira vez sob o comando de Sylvinho emendar duas vitórias consecutivas. Desde que ele assumiu o time, no final de maio, lá se vão 18 jogos e até agora o time alvinegro não conseguiu uma boa sequência de resultados.

Os cinco triunfos conquistados sempre foram em meio a tropeços. Seja pelos sete empates ou pelas seis derrotas nesse período. O que pode deixar o torcedor corintiano mais animado é que a vitória no último jogo talvez tenha sido a mais consistente de todas. Com os reforços de Giuliano e Renato Augusto em campo, a equipe derrotou o Ceará por 3 a 1.

E, para tentar repetir mais uma boa apresentação, Sylvinho aposta na manutenção do time titular. Adson, destaque na partida anterior com dois gols, deve continuar entre os 11. Renato Augusto, que chegou a ser poupado de um dos treinos no gramado durante a semana, foi relacionado, mas deve começar no banco de reservas.

O camisa 8 estava há oito meses sem atuar. Mas precisou de apenas alguns toques na bola contra o Ceará para marcar um golaço. A tendência é que aconteça a mesma coisa, que entre em campo para disputar os últimos 20 ou 30 minutos de jogo.

O lateral-esquerdo Fábio Santos lembrou que o Athletico-PR tem poupado jogadores no Brasileiro, pois também disputa a Copa Sul-Americana - durante a semana, avançou para a semifinal. "Eles (Athletico-PR) vêm em uma batida grande, nem sempre jogam com a mesma equipe, estão rodando o time, não sei até que ponto isso vai fazer diferença. Tomara que a gente consiga tirar proveito de várias semanas cheias bem trabalhadas para fazer um grande jogo lá."

Fábio também falou sobre a situação de Luan, que ficou na reserva nos últimos quatro jogos. "Ele é um cara que tem trabalhado, não reclama, não faz cara feira. Acredito que logo mais ele vai entrar novamente e ajudar a gente ainda mais."

Últimas