Esportes Corinthians inaugura 'era Sylvinho' atrás de resgate de identidade

Corinthians inaugura 'era Sylvinho' atrás de resgate de identidade

Identificado com a torcida pelos títulos conquistados como jogador, o técnico Sylvinho inicia a partir deste domingo, às 18h15, contra o Atlético-GO, uma nova etapa da sua relação com o Corinthians. Agora na função de treinador, ele vai ter o desafio de apagar um semestre sem brilho da memória da torcida para, enfim, montar um time que faça frente a rivais como Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Internacional e Atlético-MG no Campeonato Brasileiro.

O primeiro ponto a favor para a sua estreia à beira do campo vai ser o local do jogo. A partida de estreia no Brasileirão acontece na Neo Química Arena. Outro fator que vai contribuir é o fato de Sylvinho também ter uma experiência no clube atuando na comissão técnica. "Nessa casa (Corinthians) trabalhei com Tite e Mano Menezes (na função de auxiliar técnico)".

Os torcedores vão perceber uma diferença de comportamento em relação ao novo treinador. O Sylvinho sereno que subiu para os profissionais em 1995 agora dá lugar a um treinador "pilhado".

"É um jeito, característica. Ser pilhado no futebol é não perder tempo. Nível de concentração alta, entrega. Estar atento a tudo. O atleta é inteligente. Sou pilhado porque entendo que as coisas são assim, é meu ritmo e sempre serviu para mim", falou o treinador em sua apresentação.

O cenário, no entanto, indica muita coisa a ser feita. O antecessor Vagner Mancini pecou em dois aspectos: eliminação do time na Copa Sul-Americana e não fazer o time jogar um futebol convincente. Na Copa do Brasil, por exemplo, a equipe esteve perto de ser eliminada na segunda fase do torneio contra o Retrô-PE, time da Série D. A vaga só foi assegurada na disputa por pênaltis.

Para o confronto diante do time goiano, Sylvinho realizou um trabalho de campo com os atletas que não atuaram o tempo todo diante da equipe paraguaia. Ele fez um trabalho tático dando ênfase à marcação por pressão em campo reduzido. Cássio deve reaparecer no gol. Na defesa, a dúvida fica entre a escolha de Gil e João Victor na zaga. Gabriel e Camacho ficam encarregados da proteção à defesa enquanto Gustavo Silva, Luan e Matheus Vital terão a função de municiar Jô.

Já no Atlético-GO, o recém-contratado Eduardo Barroca tem problemas para escalar a sua equipe. Arthur Gomes, com dores musculares, tem poucas chances de atuar. Janderson e André Luís, que pertencem ao Corinthians, por força de contrato não poderá jogar. Dessa forma, Ronald deve ser o titular na frente com Zé Roberto.

Últimas