Esportes Corinthians empata com o Palmeiras e decide o Paulista Feminino com a Ferroviária

Corinthians empata com o Palmeiras e decide o Paulista Feminino com a Ferroviária

Quatro dias após conquistar o título do Campeonato Brasileiro Feminino, o Corinthians se classificou para mais uma final. Nesta quinta-feira, na Arena Barueri, fez um jogo movimentado com o Palmeiras e empatou por 2 a 2, um resultado suficiente para garantir a sua presença na decisão estadual.

O Corinthians, afinal, havia triunfado no duelo de ida, em Vinhedo por 1 a 0. Chegou a perder a vantagem no primeiro tempo, indo ao intervalo sendo batido pelo Palmeiras, mas conseguiu a virada rapidamente na volta do intervalo. Depois, ainda foi vazado, mas manteve o placar que lhe era favorável.

Na decisão do Paulista, o Corinthians terá pela frente a Ferroviária, que eliminou o Red Bull Bragantino. No ano passado, as equipes duelaram em duas finais: a equipe de Araraquara faturou o Brasileiro e a da capital se deu melhor na Copa Libertadores. Também faturou o Estadual, mas diante do São Paulo.

Nesta temporada, o Corinthians já havia eliminado o Palmeiras em uma semifinal, a do Brasileirão. E em um cenário parecido, com uma vitória - 3 a 0 na Neo Química Arena - e um empate - 0 a 0, no Allianz Parque.

A Federação Paulista de Futebol ainda havia divulgar datas, locais e horários da decisão do Estadual. Mas a tendência é que as partidas sejam agendadas para os dois próximos domingos, às 11 horas. A Ferroviária, por ter campanha pior, será a mandante do jogo de ida, na Fonte Luminosa.

O JOGO - Marcada para as 16 horas, a partida desta quinta em Barueri começou com quase 1h20 de atraso porque uma das ambulâncias exigidas para a realização do jogo precisou realizar um atendimento quando estava a caminho do estádio. E as atletas esperaram a chegada do veículo dentro do gramado.

Quando a bola rolou, o início do duelo ficou marcado por decisões da arbitragem. Primeiro, um gol corintiano foi anulado por impedimento de Érica, na jogada concluída por Poliana. Depois, as palmeirenses reclamaram de um pênalti não marcado após a bola tocar na mão de Katiúscia na grande área.

De qualquer forma, o Palmeiras conseguiu marcar aos 43 minutos. Foi com Janaína, de cabeça, após cobrança de escanteio, com Lelê tocando na bola, mas não conseguindo evitar o gol. Nos acréscimos, Portilho quase fez um golaço de letra, acertando a trave da meta do time alviverde.

Com o Corinthians em desvantagem, o técnico Arthur Elias acionou Adriana, Diany e Gabi Zanotti na volta do intervalo. E o time virou o placar rapidamente. Aos 11 minutos, Diany cobrou falta, Zanotti matou no peito e bateu para as redes. E o gol da virada saiu aos 14, em um chute cruzado de Giovana Crivelari, que avançou em velocidade até a grande área, de onde fez o seu disparo.

O Palmeiras ainda voltou para o jogo aos 20, ao empatar o duelo com Ary, em chute rasteiro da meia-lua. Mas depois pouco ameaçou o Corinthians, que segurou o placar de 2 a 2 para se manter na defesa do título paulista conquistado em 2019.

Últimas