Esportes Corinthians cai nos pênaltis e dá adeus ao sonho do bicampeonato da Libertadores

Corinthians cai nos pênaltis e dá adeus ao sonho do bicampeonato da Libertadores

O Corinthians viu o sonho de disputar a final da Libertadores Feminina de Futebol, pela segunda vez seguida, acabar na disputa dos pênaltis diante do América de Cali. Depois de brilhante campanha ao longo do torneio, vencia a semifinal por 1 a 0 até os 48 do segundo tempo. Sofreu o empate e caiu com 4 a 3 nas penalidades.

O gol das colombianas, em reencontro na Libertadores, foi o único sofrido pelo Corinthians com a bola rolando. Depois de anotar 35 vezes, viu a única bola em suas redes custar muito caro no Estádio Nuevo Francisco, na Argentina.

Nos tiros livres, as colombianas nem precisaram da cobrança final. Acertaram quatro e avançaram após a goleira Tapia defender o chute de Diany. Já havia segurado a cobrança de Gabi Nunes. Campeão em 2019 em uma final diante da Ferroviária, o Corinthians acabou castigado nas semifinais.

Em jogo no qual dominou as ações e criou boas chances, repetindo o poderio ofensivo das quatro partidas anteriores, as comandadas de Arthur Elias mereciam melhor sorte. As equipes já haviam se enfrentando e o Corinthians havia feito 3 a 0, o que obrigou o América a jogar muito mais precavido nesta quarta-feira.

Diante de até nove jogadoras dentro da área marcando, as corintianas sofreram demais para furar o gigante paredão defensivo do América de Cali. Mesmo assim, criaram. Tapia segurou o que pôde, só não conseguiu parar a finalização de Tamires, num chutaço de fora da área, aos 12 do segundo tempo.

A vantagem serviria para obrigar as rivais se abrirem e os contragolpes seriam arma letal. Não foi bem assim. O América seguiu marcando duro, por vezes apelando à violência, e buscou a igualdade somente no fim.

Guarecuco acertou belo chute de fora da área, aos 48 minutos. Tainá estava adiantada e acabou encoberta. A goleira corintiana não conseguiu defender as cobranças de pênalti e a festa acabou sendo das colombianas.

Últimas