Esportes Consagração da Argentina na contra seleção brasileira no Brasil ficará na História, diz Messi

Consagração da Argentina na contra seleção brasileira no Brasil ficará na História, diz Messi

FUT-CAMERICA-MESSI-NAHISTORIA:Consagração da Argentina na contra seleção brasileira no Brasil ficará na História, diz Messi

Reuters - Esportes

(Reuters) - O grito de campeão da seleção da Argentina ficará na História por ter acontecido contra a seleção brasileira no Brasil, o que fez com que a espera argentina por um título tenha valido a pena, disse no domingo o astro argentino Lionel Messi, após conquistar seu primeiro título com a camisa principal da albiceleste.

Messi levantou o troféu da Copa América no sábado com a seleção argentina após vitória por 1 x 0 sobre o Brasil no Maracanã, depois de perder quatro finais --as da Copa América de 2007, 2015 e 2017 e a da Copa do Mundo de 2014.

"É uma loucura, é inexplicável a felicidade que sinto. Sabia que em algum momento conseguiria. Precisava tirar o peso de poder conseguir algo com a seleção. Acho que não havia melhor momento que esse", disse Messi antes de iniciar a volta para a Argentina.

"Será uma partida que ficará na História, não só por ser campeão da América, mas por ganhar do Brasil no Brasil... Sinto que Deus estava guardando este momento para mim", acrescentou.

Messi, que marcou quatro gols no torneio continental e participou em quase todos os gols marcados pela Argentina na competição, afirmou que chegou para os jogos finais da competição em condições apenas suficientes para jogar, por causa de um "desconforto" na coxa.

Depois de manifestar sua felicidade com o título, Messi disse que a seleção argentina tem de "aproveitar o impulso" para as próximas competições e que confia nos novos jogadores que chegaram à equipe, com os quais disse sentir-se "muito feliz".

Ele também atribuiu "grande mérito" ao técnico Lionel Scaloni e dedicou a conquista a seus companheiros que estiveram nas finais em que saiu derrotado e que não puderam levantar o troféu. "Isto também é para eles, que fizeram muito por esta seleção."

(Reportagem de Ramiro Scandolo)

Últimas