Esportes Conjunto do Brasil brilha no Mundial de ginástica rítmica e garante vaga em Paris-2024

Conjunto do Brasil brilha no Mundial de ginástica rítmica e garante vaga em Paris-2024

O conjunto brasileiro de ginástica rítmica garantiu, nesta sexta-feira, a vaga nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Bárbara Galvão, Déborah...

O conjunto brasileiro de ginástica rítmica garantiu, nesta sexta-feira, a vaga nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Bárbara Galvão, Déborah Medrado, Duda Arakaki, Giovanna Silva, Nicole Pírcio e Sofia Madeira receberam nota 65.000 na soma das apresentações da prova mista e dos cinco arcos, durante a disputa geral do Mundial de Valência, na Espanha, e terminaram em sexto lugar.

O Mundial dá cinco vagas diretas para a Olimpíada, mas a classificação foi ampliada até a sétima colocada porque Israel e Espanha, medalhistas na edição do ano passado e por isso já garantidas em Paris, subiram ao pódio novamente. As israelenses ficaram com o ouro e as espanholas com o bronze. Entre elas, ficou a China, com a prata. A Bulgária, campeã em 2022, ficou apenas em 12º lugar. Itália (4º), Ucrânia (5º) e França (7º) completaram a lista de classificadas.

Ao som de uma versão acelerada de "Smile", de Charles Caplin, a apresentação brasileira com as três fitas e duas bolas, na prova mista, foi bastante enérgica e contagiou a plateia presente no ginásio, que bateu palmas e dançou junto. O rosto de Chaplin estava desenhado em strass no novo collant desenvolvido em parceria com a estilista Thaís Lima para o Mundial. Houve uma pequena queda da fita, mas a nota final foi um ótimo 30.100.

Na série dos cinco arcos, a referência foi Whitney Houston, tanto no collant, inspirado em um figurino de cristais coloridos utilizado pela lendária cantora americana, quanto na música, o clássico "I wanna dance with somebody". A apresentação rendeu às brasileiras uma nota 34.900, portanto a soma do conjunto ficou em 65.000.

Um dia antes, na quinta-feira, o Brasil também celebrou a inédita classificação de Bárbara Domingos à final do Mundial no individual, que será disputada sábado, e a conquista de uma vaga aos Jogos Olímpicos de Paris com o 14º lugar no geral. É a primeira vez que a ginástica rítmica brasileira se classifica para a Olimpíada no individual e no conjunto por meio de um Mundial.

Últimas